Globo Play não ameaça a TV tradicional, afirma diretor da Globo

Carlos Henrique Schroder
Carlos Henrique Schroder

O diretor-geral da Globo, Carlos Henrique Schroder, falou em entrevista à  revista “Variety” sobre as mudanças enfrentadas pela televisão e a entrada no mercado de conteúdo on demand com a plataforma Globo Play.

O executivo afirmou que a emissora vem passando por reformulações, sempre atenta aos novos hábitos de consumo dos telespectadores, mas ele acredita que o serviço sob demanda não ameaça a televisão tradicional.

“Fornecemos assuntos para discussão, emoção, cultura e informação. A TV tradicional vai continuar a exercer um papel extremamente importante nas vidas das pessoas. Funciona como um termômetro da população; traz todo mundo para o mesmo lugar, ao mesmo tempo. Alguns dos gêneros que contribuem para isso são as novelas, os reality shows, o jornalismo e os eventos esportivos. Todos têm um elemento importante de gerar conversas em tempo real”, analisa.


Carlos Henrique Schroder garante que a Globo não está preocupada apenas com a audiência. “Nosso objetivo é manter nossa relevância e expandir nosso alcance. A ideia é estar presente na vida das pessoas, estimular conversas, virar assunto do dia a dia. Estamos prestando mais atenção aos comentários do que ao número de visualizações”, afirma.

No Globo Play, ele afirma que as novelas, assim como na TV tradicional, são os produtos mais consumidos, mas outros formatos como o The Voice e o telejornalismo também fazem sucesso. “Descobrimos que temos um ‘horário nobre’ no horário do almoço, quando transmitimos os telejornais locais, ‘Globo Esporte’ e ‘Jornal Hoje'”, diz.