"É tudo combinado", dispara Carlos Alberto de Nóbrega sobre Mulheres Ricas


Carlos Alberto de Nóbrega esteve no estúdio do Pânico, da Jovem Pan, junto com Andréa de Nóbrega, nesta quinta (11). O apresentador e a esposa contaram intimidades do casal e explicaram por que moram em casas separadas. “Eu não gosto! Mas ele não quer, se habituou assim, ele não gosta, então agora estou aceitando. Amar é isso!”, disse Andréa.

“Eu me habituei a viver sozinho. Não ser solitário, mas de morar sozinho. Eu não tenho mais saco para aguentar certas coisas. Por exemplo, ela tomar conta das coisas que eu como! (…) Respeito é um saber onde vai o seu limite”, explicou Carlos Alberto.

Ciumento assumido, Carlos Alberto disse que odiou a participação da esposa no reality Mulheres Ricas. “Odiei ‘Mulheres Ricas’, é o chamado ‘vergonha alheia’! Nojento, ridículo! Era uma Andréa que não é ela. Ela não era aquilo. É tudo mentira, tudo combinado! Tem gente que chega de avião e que não tem um avião, tem dívidas (…) É uma coisa que me agredia e que me fazia mal.”


Carlos Alberto afirmou ser muito carente, por ser filho único, e disse que há alguns anos ele sentia insegurança no relacionamento. Mas afirmou que hoje as coisas são diferentes. “Acho que eu sou possessivo sim. Até uns anos atrás eu tinha um ciúme ridículo de um namorado que ela teve, esse cara mexia mesmo comigo. O resto não, eu tinha muita confiança nela. Hoje eu me sinto mais seguro (…) Só sinto falta de carinho! Sou carente… Até hoje durmo abraçado a um travesseiro que chamo de Terezinha!”, revelou Carlos Alberto.

Carlos Alberto e a esposa moram em Alphaville mas cada um em uma casa. Ele mora sozinho e ela com os filhos. A decisão foi tomada depois que o casal teve uma breve separação.

BBB 16 | Ronan dispara para Maria Claudia: “Você é boba ou se faz de boba? 

“Quando nos separamos eu sofri muito. Eu nunca esqueci a Andréa, ela é a mulher da minha vida! Vi que tinha um garanhãozinho sobrevoando, querendo pastar no meu gramado. Aí fiz uma proposta para ela… ‘Se você for namorar alguém você vai poder sair com ele às quintas e de 15 em 15 dias aos finais de semana, então, porque esse cara não podia ser eu?'”. Foi aí que eles resolveram manter as casas separadas.