Sem direitos, Globo se revolta e boicota despedida de Rogério Ceni


Rogério Ceni se despediu dos campos na noite desta sexta-feira (11), em amistoso que reuniu os campeões mundiais pelo São Paulo em 1992, 1993 e 2005. Após 25 anos de deicação ao SPFC o goleiro artilheiro deixa o clube do coração e o gramado como uma estrela do esporte brasileiro. Sua aposentadoria foi destaque em todos os veículos, com exceção da TV Globo. Mas como assim?

A Globo não teve os direitos de transmissão da partida especial de despedida de Rogério Ceni no Morumbi, que começou às 21h, por conta disso, a maior emissora do país simplesmente ignorou o evento. O boicote teria sido uma decisão tomada pela alta cúpula da TV, em uma tentativa de esvaziar o jogo que teve a transmissão exclusiva do Fox Sports.

E não foi somente na TV que Rogério Ceni foi assunto proibido. A despedida do goleiro passou em branco nos veículos online e impressos do Grupo Globo. Após breves informações sobre vendas de ingresso e arbitragem do amistoso festivo nas últimas semanas, a Globo excluiu a pauta de seu noticiário.


No Globo Esporte desta sexta-feira, o principal noticiário esportivo da TV seguiu à risca as ordens da direção da emissora. O telespectador não assistiu nada sobre o jogo do Morumbi.

“Alô, galera, amigos do Globo Esporte, muito boa tarde pra todos vocês, um boa tarde especial pra você, torcedor do Palmeiras, que já tá sonhando com 2016, Libertadores da América”, disse Abel Neto, na abertura do programa.

Além da reportagem que abriu o programa, sobre como o atual campeão Copa do Brasil está preparando o seu elenco para os desafios do próximo ano, a atração destinou tempo para mais uma entrevista com Tite, agora sobre a fé do religioso treinador, que distribui pulseirinhas aos jogadores.

O programa ainda abordou eventos do UFC, Stock Car, Mundial de Handebol e de Surfe, além de uma chamada para entrevista exclusiva com Neymar, no Esporte Espetacular. Mas sobre Rogério Ceni, nada foi dito ou mostrado.

Procurada pela reportagem para explicar tal decisão, a Globo disse que não existe qualquer veto ao assunto. “O São Paulo continua no nosso noticiário diário e o Rogério Ceni sempre mereceu cobertura especial da Globo pelo ídolo que é para o futebol, como qualquer outro grande jogador”, informou a emissora.