Retrospectiva 2015: Os programas que não emplacaram na TV

Retrospectiva Observatório da Televisão - Audiência da TV, Notícias da TV e Críticas de TV
Retrospectiva Observatório da Televisão - Audiência da TV, Notícias da TV e Críticas de TV

O ano se aproxima do fim e já é possível fazer uma retrospectiva dos programas que não deram certo durante o ano de 2015 na televisão brasileira.

Relembre quais foram as atrações consideradas um fiasco neste ano:

Globo


Big Brother Brasil: O reality Show foi mais uma vez um fracasso em 2015. O programa já está com seu prazo de validade vencido e a 15ª edição não foi diferente, embora tenha liderado a audiência na maior parte dos dias que foi exibido, costumava perder aos domingos para o Programa Silvo Santos e nesse dia ia ao ar uma das mais importantes edições do reality, pois ocorria a votação de quem estaria no paredão, mesmo sendo um dia importante acabava perdendo para o SBT. Embora, a edição de 2015 teve participantes interessantes e bem escolhidos, o programa não decolou, o público tem preconceito com o programa e não é mais uma atração que chama a atenção. Mesmo com rejeição do público, o Big Brother continua dando lucro para emissora. Talvez uma  última edição com celebridades seria o mais ideal para encerrar de vez o desgastado formato.

Super Star: A competição de bandas exibidas nas noites de domingo foi outra atração que não deu certo, é mais um programa que apanha de Silvio Santos. Os jurados, apresentadores e repórteres do programa chamam mais atenção do que o conteúdo e isso acaba sendo um grande problema, pois em um programa de televisão o conteúdo é sempre mais importante. Embora tenha derrapado a audiência, foi confirmada uma próxima edição do Super Star e a produção já está selecionando os futuros participantes.

Babilônia: A novela entra para a história da Globo como uma das piores da emissora do horário nobre em termos de audiência. Estreou sendo rejeitada pelo público, os autores se viram obrigados a mudar o rumo da história e não fazia muito sentido, os núcleos de humor não tinham graça, a principal estrela da novela Camila Pitanga (Regina), foi uma das mocinhas mais chatas e sem graça da história das telenovelas. Sem falar que o casal de protagonistas não teve química nenhuma.

A Regra do Jogo: Quando se pensava que a substituta de Babilônia fosse alavancar a audiência do horário nobre da Globo, nada saiu como o esperado, embora tenha uma história bem melhor que sua antecessora. A Regra do Jogo, foi massacrada pela novela da Record, Os Dez Mandamentos. A trama tem uma história confusa, personagens extremamente misteriosos e muitos escondem sua identidade e personalidade, com muitas cenas de violência. Embora depois que Os Dez Mandamentos chegou ao fim, a trama começou a decolar, mas está longe dos 40 pontos de audiência esperado pela emissora.

Tomara Que Caia: O humorístico estreou na Globo com uma proposta inovadora, sendo uma mistura de game show com humor, mas não deu certo, com um elenco mal escolhido, já que se tratava de um programa de improviso e muitos lá não tinham nenhuma expriência em fazer improviso, muito menos em fazer humor. Foi a proposta mais inovadora da televisão brasileira em 2015, mas também pode ser considerado o pior programa do ano. Com tanta rejeição O Tomara Que Caia foi tirado do ar e não chegou nem completar um ano no ar.

É de Casa: O programa estreou nas manhãs de sábado,  sendo uma mistura de jornalismo  e entretenimento, colocou todos apresentadores da Globo que estavam na geladeira para trabalhar. Cissa Guimarães, André Marques, Patricia Poeta, Thiago Leifert, Zeca Camargo e Ana Furtado. Está no ar há 4 meses, mas não decolou, costuma perder com frequência para os desenhos do Sbt. O É de Casa, é extremamente chato, com pautas longas e cansativas, para continuar no ar precisa ser reformaulado.

SBT

Pequenos Campeões: O programa que estreou nas manhãs de domingo no SBT, não fez diferença, teve pouca repercussão. Apresentado por Bianca Castanho, a atração mostra histórias de crianças que tiveram superações de  suas vidas através do esporte. Terá apenas 8 episódios e pelo jeito não terá uma segunda temporada. Embora, tenha sido colocado no ar em um horário ingrato, já que aos domingos de manhã o número de televisões ligadas é bem pequeno. Talvez se tivesse ido ao ar em outro horário rendesse mais.

RedeTV!

Mariana Godoy Entrevista: O talk Show da ex-global tem muita qualidade é bem produzido e a apresentadora esbanja competência nas entrevistas. Mas não alterou em nada a audiência da emissora no horário. Com aspectos de programa sofisticado, a atração lembra programas de entrevistas da TV Paga e ainda não conseguiu conquistar um público fiel.

Sensacional: O programa que marcou a estreia de Daniela Albuquerque como apresentadora de auditório, está sendo um verdadeiro fiasco na programação da Rede TV!. Com um alto investimento, a atração que veio com objetivo de concorrer com Eliana e Rodrigo Faro, não faz a mínima diferença para a concorrência, raramente consegue marcar mais de um ponto em audiência, assim concorre com a TV Cultura e Gazeta.

Chega Mais: O programa que veio com a missão de alavancar a audiência de domingo da Rede TV!, tinha uma proposta de fazer sensacionalismo e assistencialismo com o drama alheio, mas não deu certo e acabou tomando outros caminhos. Hoje mistura entrevistas com games, é mais um fiasco para Rede TV! em 2015.

Melhor Pra Você: A revista eletrônica comandada por Edu Guedes, Celso Zucateli e Mariana Leão, tinha a promessa de roubar o público do Hoje em Dia, mas não fez diferença para seu principal concorrente. Entre o original e o genérico, o público preferiu o original, já que o Hoje em Dia tem pautas muitos mais interessantes e  muito mais investimento do que o programa da RedeTV!, assim a audiência não correspondeu.

Record

Programa da Tarde: Ficou 3 anos no ar, mas acabou sendo tirado do ar em julho de 2015, patinava no ibope, era chato, cansativo e desinteressante, pela qualidade que tinha  acabou ficando muito tempo no ar. Nos seus últimos meses de vida, nos seu piores dias conseguia marcar 2 pontos em audiência, concorendo com a RedeTV! e a Band.

O ano de 2015 foi marcado por pouco investimento das emisoras e pouca criatividade com formatos desgastados e batidos.