Repórter Record Investigação denuncia mão de obra barata nos garimpos da Paraíba


No sertão, brota da terra a turmalina paraíba, uma das pedras preciosas mais cobiçadas do mundo. O Repórter Record Investigação desta segunda-feira (28/12), à 0h15, mostra que, apesar de possuir uma joia tão valiosa, a região é um dos locais mais pobres do País e sofre às custas de uma riqueza extraída por meio da exploração da mão de obra barata do sertanejo.

O programa revela como uma organização criminosa, comandada por pessoas ricas e poderosas, roubou milhões em pedras preciosas da Paraíba, maltratou famílias nordestinas e enganou autoridades brasileiras.

Em busca de outro minério, o caulim, que é muito menos valioso que a turmalina paraíba, garimpeiros trabalham em condições desumanas. Eles abrem túneis improvisados embaixo da terra e são conhecidos como os “homens-tatu”.


O Repórter Record Investigação, comandado por Domingos Meirelles, é exibido às segundas-feiras, à 0h15.