Os maiores micos da TV brasileira em 2015

micos tv

O site Notícias da TV fez um balanço e reuniu as maiores gafes cometidas pela TV brasileira em 2015. A lista inclui fracassos de novelas e programas globais, planejamento de emissora que não saíram como o esperado e personagem que não agradou aos públicos.

Babilônia foi provavelmente o maior erro da Rede Globo este ano. Escrita por Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga, o folhetim sofreu mudanças para agradar a audiência e acabou perdendo sua identidade. A salvação para o desastre não ser ainda maior foi o elenco que contava com nomes poderosos como o de Glória Pires.

Após conquistar boa audiência com Os Dez Mandamentos, a Record não soube como recuperar os pontos perdidos que ganhou durante sua exibição. Adiou enquanto pode seu fim, engavetou uma novela, optou reprisar O Rei Davi e depois decidiu fazer a segunda temporada da trama bíblica. Para completar, a emissora fechou seu complexo de estúdios, a RecNov, demitindo muitos funcionários.


O humorístico, Tomara Que Caia, ocupou as noites de domingo após o Fantástico e não agradou aos telespectadores e levou a pior no IBOPE, perdendo para o Programa Silvio Santos.

Que Verdades Secretas fez sucesso é inegável, não é? Boas interpretações chamaram a atenção das pessoas como de Grazi Massafera. Mas também teve de um dos personagens mais chatos já vistos: Visky. O booker, que trabalhava na agência de Fanny, era caricato e berrava o tempo todo. Conclusão, apesar de todo o empenho do ator Rainer Cadete Visky era irritante.