Justiça penhora bens de ator famoso


O ator Maurício Mattar, que já fez novelas na Globo e na Record e também é cantor, teve seus bens penhorados por decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo, nesta terça-feira (15). Foram penhorados dois automóveis importados e não cabe recurso sobre essa decisão. A penhora imposta pela justiça é uma indenização ao ex-motoboy Rodrigo de Matos, que foi atropelado e depois agredido pelo cantor e ator em um acidente ocorrido em 1999. Várias testemunhas confirmaram a agressão à polícia e à Justiça.

Há 16 anos Rodrigo Matos luta na justiça pelo direito à indenização, ele ganhou a ação em todas as instâncias, mas a defesa de Maurício Mattar sempre protelou o cumprimento com novos recursos.


A Justiça havia determinado o pagamento do equivalente a R$ 40 mil, mas o advogado de Rodrigo a considerou baixa e apelou. Apesar da nova vitória, os dois automóveis que a Justiça penhorou não devem ter grande valor de mercado.

Trata-se de um Daihatsu 98-99 e um Alfa Romeu 156 ano 2000-2001. Os dois têm valor estimado em R$ 50 mil.

“Eu não estou nesse processo por causa de dinheiro, o que ele vai pagar é nada perto do que eu passei. Estou apenas fazendo algo para que se cumpra a Justiça. Isso é o que há de mais importante para ele pagar”, disse Rodrigo ao colunista Ricardo Feltrin.

Maurício Mattar não se manifestou sobre a decisão judicial.