Saiba como eram os bastidores do Partiu Shopping de Tom Cavalcante


O programa Partiu Shopping foi um sitcom estrelado pelo humorista Tom Cavalcante no MultiShow. A atração marcou a volta do humorista à televisão, já que Tom estava afastado das telinhas há 4 anos, quando deixou a Record.

O Partiu Shopping  girava em torno da história de Gildo, um segurança de um shopping que herdava o estabelecimento e tinha que conviver com os mais diferentes tipos de pessoas. No elenco estavam Nany People, Léo Castro, Monique Alfradique, Camila Camargo, Daniele Winits, além de contar com participações de convidados especiais a cada episódio.

Uma fonte ligada ao programa revelou como era produzido a atração. O programa era gravado todas as terças e quintas-feiras em um estúdio da produtora Quanta, localizado em São Paulo, a produção do programa era terceirizada.


Um dia antes das gravações, os atores do sitcom ensaiavam as cenas com o diretor. O diretor passava a marcação para cada personagem e orientava cada ator nas intenções de cada fala, era um ensaio completo, porém não contava com plateia nem figurantes. Apenas os atores principais participavam dos ensaios.

Nas terças e quintas -feiras ocorriam as gravações do programa, os figurantes cerca de 40, que eram contratados por uma agência de atores e figurantes, chegavam na produtora por volta das 10h00 e aguardavam na parte externa do estúdio. Às 11h00, começavam um ensaio no cenário do programa, os atores passavam as cenas, juntamente com os figurantes. A função dos figurantes era circular pelo shopping, subir e descer as escadas, nunca ficar todos no mesmo lugar, sempre ficavam espalhados pelo cenário, como se estivessem passeando pelo shopping. Por volta do meio dia todos iam almoçar em um restaurante que fica dentro da produtora Quanta, elenco e figurantes almoçavam separados.

As 14h00 começavam as gravações, a plateia era acomodada, o produtor da plateia fazia as orientações necessárias, como por exemplo sempre que um ator entrar em cena e falar uma palavra a plateia deveria aplaudir, eram gravadas várias tomadas de risadas e aplausos que eram editados e colocados no meio do programa.O produtor orientava ainda que a plateia poderia ficar a vontade e dar risadas e aplaudir quando achassem necessário.

Quando uma voz, através de uma locução falava Partiu Shopping e as luzes do cenário acendiam todos figurantes entravam ao mesmo tempo no cenário, porém eram divididos em grupos e cada grupo entrava por uma porta, já que o cenário tinha várias portas e assim todos começavam a circular.

O programa era gravado duas vezes, a primeira vez os atores seguiam fielmente o texto, na segunda vez abusavam do improviso e colocavam cacos no texto, o que tornava o programa mais engraçado na segunda vez que era gravado, pois ficava mais espontâneo, revelou a fonte.

As gravações se encerravam por volta das 18h00 e todos eram liberados. A fonte revelou que cada figurante recebia como cachê, o valor de R$150,00 por diária de gravação, sendo que 30% desse valor ficava para agência que contratou o figurante. O pagamento ocorria em média, 30 dias após a data de gravação.

Partiu Shopping teve apenas 01 temporada, já que não foi sucesso de audiência nem de crítica. As piadas do sitcom não tinham graça, era um humor velho e que lembrava outros programas antigos que passaram pela televisão.