“A hegemonia da Globo gerou acomodamento”, dispara diretor de Os Dez Mandamentos

DIretor de Os Dez Mandamentos diz que a hegemonia da Globo gerou acomodamento

Em entrevista à coluna Outro Canal, Alexandre Avancini, diretor de Os Dez Mandamentos, disse que a “hegemonia da Globo gerou acomodamento”.

“A Globo não só detém o monopólio, mas engessou a dramaturgia. (…) Repetindo uma fórmula que vem desde a TV Excelsior, da Tupi, uma dinâmica que o público não aceita mais. Faz um capítulo em que acontece tudo e outros 200 em que nada acontece. Quando a Globo consegue fugir disso, também faz novela de sucesso. A hegemonia gerou acomodamento. Não temos variação dramatúrgica: não tem ficção científica, terror, drama político. Competição gera florescimento saudável de ideias”, avaliou.

HILÁRIO -> Apresentador Amigão cai na risada após dizer que seleção chinesa “enfiou no Butão” 


Ele afirmou que as críticas aos atores da trama são fruto de preconceito: “Puro preconceito. A pluralidade é importante, e também tivemos atores de mercado, como o Zécarlos Machado. Prezo a interpretação. Sem ator, não há novela de sucesso”.

E destacou não acreditar que a Record ficará limitada somente a trabalhos bíblicos. “Não posso falar por ela, mas, pelo que sei, não ficará só nisso. E ainda há muita história da Bíblia para contar”, completou.