The Noite comemora 80 anos de Mauricio de Sousa

Mauricio de Sousa The Noite

No dia em que o cartunista mais famoso do Brasil completa 80 anos de idade, o The Noite o recebe com um cenário temático da Vila do Limoeiro, palco das inesquecíveis histórias da Turma da Mônica. Nesta terça (27), Mauricio de Sousa conversará com Danilo Gentili sobre sua história, sua brilhante carreira e revela os desafios que enfrentou para chegar ao sucesso, que conta com mais de um bilhão de revistas publicadas. Ele faz uma revelação a Gentili e conta que, motivado por uma ideia do humorista, vai lançar um livro comemorativo chamado “Mauricio – o Início”, que faz um resgate histórico dos três primeiros livros ilustrados lançados pelo autor.

Mauricio, que atualmente empresta seu traço para outros artistas, conta que muitos dizem que é como se ele estivesse emprestando seus brinquedos para eles brincarem. Quando questionado se não teria ciúmes de ver outras pessoas desenhando a Turma da Mônica, ele confessa: “No começo a gente sente uma coisinha no coração, depois vai se acostumando. (…) Hoje em dia só sobrou o Horácio para eu escrever, mas é que ele tem um jeito de escrever que depende de mim, das minhas emoções. Fiz 30 anos de Horácio desse jeito. Sem planejar, sem pensar. Dedico ali 40 minutos e flui.”, revela ele sobre o único personagem que continua sendo exclusivamente dele.

O cartunista se lembra que começou a imaginar seus desenhos aos 6 anos de idade: “Nasci em uma casa cheia de livros, meu pai era poeta, minha mãe era poetisa. Convivia com artistas e todos eles tinham sonhos e planos. Então eu quis sonhar também.”. Quando realmente começou a colocar seus sonhos no papel, Maurício se recorda de um conselho do pai: “Ele me disse: “Comece a desenhar de manhã e à tarde vá administrar o seu negócio””, relembra. Ainda sobre as artes da infância, ele conta: “Da janela do meu quarto eu via os aviões descendo e subindo e ficava encantado. Então comecei a desenhar os aviões, recortava-os e os colocava enfileirados. Aí pegava caracóis e colocava em cima deles.”.


Mauricio relembra ainda o tempo em que foi repórter investigativo: “Eu era um repórter muito tímido, então usava um disfarce para investigar os casos.”. E fala também sobre ter visto discos voadores: “Eu vi, de diversas formas e diversas vezes. A nave Mãe que eu vi era maravilhosa, foi em Poá.”.

E mais: o programa vai até Mogi das Cruzes para conversar com Luiz “Cebola”, amigo de Mauricio que inspirou o personagem Cebolinha. “Se eu ficar nervoso ainda troco o R pelo L”, confessa Luiz.

O The Noite com Danilo Gentili vai ao ar de segunda à sexta-feira, a partir da meia noite, no SBT.