Internada desde o dia 18 de setembro, no CTI da Casa de Saúde São José, na Gávea, Zona Sul do Rio, faleceu na manhã desta terça-feira (20) a atriz Yoná Magalhães devido a um problema de insuficiência cardíaca.

Aos 80 anos, Yoná nasceu no dia 7 de agosto de 1935, no Lins, na Zona Norte do Rio, foi uma mulher de grandes personagens e que entrou no mundo artístico apenas parar ajudar o pai a sustentar a família quando ficou desempregado. Teve o início de carreira no rádio, fez novelas como Saramandaia (protagonista da primeira versão), Tieta, Roque Santeiro, Negócio da China, Sangue Bom e as séries Carga Pesada e Tapas & Beijos.

“Eu tinha que ajudar de alguma maneira, não sabia muito como, queria continuar os meus estudos. Gostava de brincar de teatro, essas coisas que todo mundo faz. Então eu digo: ‘Quem sabe não é por aí, né?’ Fui fazendo pequenas pontas, pequenos papéis, isso em meados da década de 1950, até que consegui um contrato com a Rádio Tupi”, disse a atriz.


Viajou pelo Brasil com apresentações das peças Society em Baby-Doll e O Amor é Rosa Bombom, em 1962, onde acabou conhecendo o produtor Luis Augusto Mendes, com quem se casou e foi morar na Bahia. Em 1964, estrelou o filme “Deus e o Diabo na Terra do Sol“, com direção de Glauber Rocha.

Nas redes sociais diversos famosos e colegas de trabalho lamentaram a morte da atriz.

“Morre Ioná Magalhães. Que posso dizer? Estou de luto? O Brasil está de luto”, disse o autor Aguinaldo Silva.

“Perdemos Yoná Magalhães! Unia beleza e talento numa grande mulher! Que pena!!!”, disse a apresentadora Sônia Abrão.

“Tenho lembranças muito lindas da época da TV ao vivo, quando tinha um programa de muito sucesso, dirigido por Cassiano Gabus Mendes, ‘Alô doçura’. Ela era uma pessoa disciplinada, dedicada, até os últimos momentos, ela nunca parou de cuidar da dança, do ballet clássico, tínhamos isso em comum. Queria agradecer Yoná aquela vez que você me substituiu e outras vezes que mostrou seu amor pela profissão. Estaremos um dia juntas novamente”, disse a atriz Eva Wilma.