Mister Brau é a nova série da Globo
Mister Brau (Divulgação)

Criador de Mister Brau, Jorge Furtado falou à coluna Outro Canal sobre preconceito e avaliou que os negros não são representados na teledramaturgia do pais.

“A população negra é de 52% no Brasil e não está representada de maneira alguma na dramaturgia. Os EUA, com 13% de população negra, têm mais negros protagonizando filmes e séries”, avaliou.

Ele contou que tem um pouco de diversos artistas em Brau: “Queria falar da música brasileira, nossa grande arte. E são raros os personagens músicos. Li uma reportagem sobre a casa do Jorge Ben em um condomínio em Orlando (EUA) e pensei nessa história de um casal de músicos supertalentosos, ousados, que se muda para um condomínio careta. O Brau é mistura de Tom Zé, Tim Maia, Raul Seixas… gênios que a gente adora, mas que muitos não iam querer como vizinhos”.


E também comentou a onda do politicamente correto no país. “A gente ri de coisas que não devia, não se deve incentivar o humor preconceituoso. Não tô instituindo o politicamente correto, o humor tem que ser ousado. Acho que a principal lógica é fazer coisas que gosto de assistir”, disse.

XI… Público reclama que Record não pagou prêmios oferecidos por Xuxa