Pânico na Band é acusado de racismo ao exibir personagem Africano

eduardo-sterblitch-interpreta-o-personagem-africano-no-panico-na-band

Não pegou nada bem a brincadeira que o Pânico na Band fez no último domingo (9), ao exibir o personagem Africano no quadro “Pânico’s Chef”, uma sátira do MasterChef.

No quadro, humorista Eduardo Sterblitch aparece todo preto e não fala, apenas emite sons, apresenta danças africanas e bebe água direto de uma torneira, além de andar descalço.

A atração causou revolta nas redes sociais e acusaram o Pânico na Band de racismo, além de incitar o ódio, a violência e tratar o negro de maneira pejorativa e inferior.


Depois da polêmica, a equipe do Pânico na Band disse que “a permanência do personagem está sendo avaliada pela direção do programa”.

Em nota, a atração se desculpou:

“O ‘Africano’ é uma das caracterizações presentes no quadro ‘Pânico’s Chef’. Neste mesmo quadro há caracterizações de mexicanos, chineses, árabes, entre outros.

O Programa Pânico está no ar há 12 anos na televisão brasileira e jamais teve a intenção de ofender seus telespectadores com nenhuma de suas atrações, mas sim, levar entretenimento com seu humor característico. O Programa Pânico pede desculpas ao público que se ofendeu com o personagem.”