Os Dez Mandamentos não é novela bíblica, afirma autora

vivian-oliveira-os-dez-mandamentos

A autora da novela Os Dez Mandamentos, Vivian Oliveira, tem causado polêmica ao afirmar que a trama não é bíblica, mas sim um clássico. Em entrevista ao UOL, a novelista explica porque pensa assim.

“Ficou marcada como história bíblica porque é inspirada na Bíblia, mas se fosse assim, novelas inspiradas em um texto literário poderiam ser chamadas de ‘novela literária’. Não vejo assim, é uma trama histórica, que poderia ter sido inspirada em um clássico. A TV brasileira precisa de boas ideias, independente de ser bíblica ou não. Acontece que as bíblicas geralmente são muito boas [risos] e o Brasil está descobrindo isso agora. Hollywood [EUA] já vinha explorando isso”, afirma.

Os Dez Mandamentos, que inicialmente teria 150 capítulos, vai cchegar ao fim com 170 capítulos, por isso a escritora fez adaptações e criou diversas tramas paralelas para que de fato o enredo tivesse fôlego para entreter o público, já que o final é conhecido pela maioria.


“A novela fala da compaixão humana, das inseguranças, das paixões proibidas, as ambições, injustiças e conflitos. Resgata os valores familiares. O ser humano conhece todos esses sentimentos, ele passa por isso, por isso rola uma identificação imediata. Os dilemas são os mesmos”, explica.

Para retratar a história do povo hebreu que é escravizado pelos egípcios, e posteriormente segue em direção à terra prometida, Vivian Oliveira leu a Bíblia e se dedicou aos livros e filmes. Além disso, ela também mantém pesquisas contínuas com o auxílio de especialistas em cultura judaica e no Egito antigo. “Tudo isso dá subsídio para criar. Muitas vezes deixo de lado a parte verídica, até para não virar um documentário, e uso a licença poética”, conta.