Insatisfeita com os resultados do The Ultimate Fighter, a Globo quer cancelar a produção e exibição da quinta temporada do reality show.

A nova edição do programas de lutas do UFC está programada para ir ao ar em 2016, mas a emissora acha que não vale a pena continuar investindo no formato, que custa caro e não dá audiência.

Segundo o site Notícias da TV, o ibope do The Ultimate Fighter caiu um terço em quatro anos, dos 15 pontos da estreia em 2012 para 10 do primeiro episódio deste ano, apesar da presença de Anderson Silva.


Por conta desse fracasso, a ideia da Globo é manter apenas o que faz sucesso e traz resultados. No caso, a emissora que manter apenas o contrato de exibição de lutas, que dá audiência, mesmo sendo exibidas de madrugada.