Ex-Bozo usava crack antes de entrar no palco


O ator Marcos Pajé, que interpretou o palhaço Bozo no SBT entre os anos 1983 e 1986, revelou ao Câmera Record desta quarta-feira (03) que costumava entrar no ar sob efeito de drogas.

“Foi a maior honra fazer o personagem. Mas, na época, eu já era usuário. Eu usava 30 pedras de crack por dia, cinco dias direto. Eu ficava sem dormir, sem comer e emagreci muito. Eu perdi tudo. Só não perdi a dignidade”, disse Pajé

Na reportagem, Pajé afirmou ter sido também viciado em cocaína e ainda está em processo de recuperação.


“A abstinência causava fortes dores no corpo. Eu me considero em recuperação, ainda tenho vontade e, se eu disser que não, é mentira”, confessou ele que perdeu até a namorada, Dandara. “Ela não sabia que eu usava cocaína. Quando ela me deixou foi quando eu me perdi mesmo”, completou.

01

Acompanhado de jornalistas, ele voltou à comunidade Coruja, onde se drogava, na zona norte de São Paulo.

“Comecei a vir buscar droga aqui e acabei ficando. Consumia droga e dormia aqui. Quando você é viciado em drogas, você tem sempre que andar com as costas viradas para a parede”, disse ele.

O programa Bozo ficou no ar por dez anos e se tornou um dos maiores clássicos infantis da televisão brasileira. A atração estreou no dia 15 de setembro de 1980 e sua última transmissão aconteceu em março de 1991. Em 2012, o personagem voltou ao ar nas manhãs do SBT e permaneceu até 2013, sendo interpretado por Jean Santos.

Outros artistas interpretaram o palhaço no Brasil, entre eles, Wandeko Pipoca, Arlindo Barreto, Luís Ricardo e Décio Roberto.