GfK adia divulgação dos dados de audiência


GFK

A GfK, uma das líderes mundiais em pesquisa de mercado, se instalou no Brasil para concorrer com o Ibope, na medição de audiência da televisão. Apoiada pela emissoras, a empresa adiou a entrega dos primeiros dados no Brasil, que seria realizado em maio e realizará a divulgação da audiência ao mercado brasileiro no terceiro trimestre de 2015, quando os painéis estiverem instalados e balanceados nas 15 regiões em que a empresa irá operar no Brasil.

A decisão foi formalizada e alinhada com seus clientes Band, Record, RedeTV! e SBT, que apoiaram a empresa e reforçaram o compromisso com o projeto inovador.


Os próximos meses que antecedem a divulgação aos clientes serão importantes para assegurar que os dados dos painéis de medição de audiência já montados estejam dentro dos padrões de qualidade e excelência da GfK, que os equipamentos instalados e as soluções para o mercado brasileiro estejam de acordo com as exigências da companhia e que os moradores das residências possam ser treinados devidamente com o uso da nova tecnologia.

“Nós estamos comprometidos em entregar aos nossos clientes o que há de mais avançado em medição de audiência e decidimos dedicar o tempo apropriado aos ajustes finais para garantir que os dados estejam de acordo com o padrão GfK de qualidade e confiabilidade”, afirma Ricardo Monteiro, diretor-geral da unidade de negócios de Medição de Audiência & Insights da GfK no Brasil.

A GfK está implementando no Brasil um novo ecossistema com metodologia transparente, tecnologia de ponta e um painel com mais de 6.000 domicílios distribuídos entre as classes A e E.

O painel da GfK foi montado com base no mais abrangente levantamento socioeconômico feito nos últimos anos no Brasil com essa finalidade. Foram realizadas mais de 66 mil entrevistas ao longo de oito meses. O painel de televisão foi construído com base no conhecimento da distribuição real da população e sem restrição ao tipo ou lugar do domicílio, cobrindo mais de 90% do IPC (Índice de Potencial de Consumo) de cada região metropolitana, o que garante a representatividade de todos os targets e um alto nível de eficiência e balanço da amostra.

A medição será feita por meio de um people meter de última geração, que considera o conteúdo ao vivo e o gravado em cada mercado e cada aparelho de TV. Além disso, a medição considera cada espectador do domicílio, tanto moradores quanto convidados. O software de análise da GfK permitirá que os clientes possam avaliar todos os tipos de público e com qualquer combinação de target sem limitação de gênero, idade ou classe.

A GfK também já trabalha em um serviço de medição do consumo de conteúdo televisivo na internet (por computadores, tablets e smartphones). A empresa tem 40 anos de experiência internacional em medição de audiência e está presente no Brasil desde 2002 na área de pesquisa de mercado.