SBT é condenado a pagar indenização por ter produzido a Casa dos Artistas


Casa dos Artistas

Quase 14 anos depois do SBT ter lançado a Casa dos Artistas e se antecipado a estreia do Big Brother Brasil na Globo, o canal de Silvio Santos foi condenado a pagar uma indenização milionária, pelo uso indevido de um formato com direitos reservados.

Segundo o colunista Flávio Ricco, do UOL, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou provimento de recurso para o SBT na ação que a TV Globo e a empresa holandesa Endemol Entertainment International B.V. moveram pela produção e realização da Casa dos Artistas.


Na ocasião, em 2001, Silvio Santos conheceu o formato do Big Brother e recusou a compra, mas logo depois criou uma versão própria que foi produzida em segredo e estreou antes do BBB, na Globo, que tinha comprado os direitos do reality.

Por conta disso um processo de plágio corria na justiça e a sentença saiu somente agora. O valor caclculado em 2014 e agora com reajuste já chega a quase R$ 18 milhões.

O departamento jurídico do SBT ainda aguarda o julgamento de um recurso pendente.

Vale lembrar que na primeira edição da Casa dos Artistas, vencida por Bárbara Paz e exibida de outubro a dezembro de 2001, o SBT alcançou altos índices de audiência, tirando a liderança da Globo no horário em que o reality ia ao ar.

Aos domingos, a Casa dos Artistas alcançava médias superiores a 30 pontos e derrotava o Fantástico como nunca na história da televisão. Na final, o programa marcou a maior audiência já registrada pelo SBT, foram 47 pontos de média, com picos de 55.

Depois o SBT lançou ainda mais três edições, mas o sucesso não foi o mesmo, a audiência foi caindo e com a chegada do Big Brother na Globo, o SBT aposentou de vez o formato em 2004.