Morre o ator Cláudio Marzo


cláudio Marzo

Morreu na manhã deste domingo (22), às 5h39, o ator Cláudio Marzo, de 74 anos. Vitimado por complicações de uma efizema pulmonar, ele teve uma parada cardíaca e estava acompanhado da filha (Alexandra) e a mulher.

Cláudio Marzo estava internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), da Clínica São Vicente, na Gávea, Zona Sul do Rio de Janeiro, desde o dia 4 de março com quadro grave de pneumonia. Ele vinha de constantes internações nos últimos meses, como em fevereiro de 2015, dezembro e setembro de 2014.


Cláudio Marzo tinha o desejo de ser cremado. A família aguarda a chegada de um dos filhos que mora na Austrália. O ator teve três filhos: Bento, do casamento com Xuxa Lopes; Alexandra, com a atriz Betty Faria, e Diogo, fruto da relação com Denise Dumont

Nascido em 26 de setembro de 1940, Cláudio Marzo era filho de uma família de operários e descendente de italianos. Ele abandonou os estudos aos 17 anos para trabalhar como figurante na TV Paulista. Mais tarde, foi contratado pela TV Tupi, onde atuou numa produção sobre Chopin. Foi a partir do seu trabalho na TV Tupi que acabou no Teatro Oficina. O ator trabalhou na Tupi, na Globo e na Manchete.

De volta à Globo em 1993, atuou em Fera Ferida, de Walther Negrão, no papel do coveiro Orestes Fronteira. Dois anos depois, participou do remake de Irmãos Coragem,como o coronel Pedro Barros. Os dois últimos trabalhos foram na Globo: na novela Desejo Proibido, de Walther Negrão, e na minissérie Amazônia – De Galvez a Chico Mendes, de Gloria Perez.