Ana Paula Padrão: ”O CQC foi o programa mais difícil que apresentei”

ana paula padrão
Ana Paula Padrão e jurados do MasterChef, da Band (divulgação)

A jornalista Ana Paula Padrão vive uma de suas melhores fases profissionais. Contratada da Band para apresentar o bem-sucedido Master Chef, hoje pode ser considerada a jornalista mais versátil da televisão brasileira.

Nos seus quase 30 anos de profissão já fez um pouco de tudo na TV, desde repórter, âncora dos principais telejornais do país, correspondente internacional e por último apresentadora de reality show de culinária, o Master Chef.

Ana Paula Padrão não é do tipo de profissional acomodada, quer experimentar sempre algo novo, a ponto de deixar emissoras em que trabalhava apresentando telejornais para buscar algo diferente e desafiador.


Na Band, sua atual emissora, a jornalista afirmou em entrevista ao programa Agora é tarde, na madrugada de quarta (10), que está se sentindo realizada, pois a emissora da liberdade para sugerir novos projetos. Tanto que na última semana foi até a África e fez um programa especial sobre a epidemia Ebola, que vem devastando o país, a pauta foi sugerida pela própria apresentadora.

Há duas semanas Ana Paula Padrão substituiu Marcelo Tás na bancada do CQC e afirmou que apresentar o CQC foi a tarefa mais difícil de sua carreira, já que trata-se de um programa com plateia, que tem diversas câmeras, e tem que dividir a bancada da atração com mais dois colegas. Segundo a jornalista interagir com todos esses fatores ao mesmo tempo é muito difícil, pois tem que fazer tudo ao mesmo tempo e de forma espontânea.

No comando do Master Chef a apresentadora consegue exercer de forma eficaz sua função, já que consegue interagir com todos participantes, se envolver com a história de cada um, aconselhar no momento certo os participantes e muitas vezes chega até se emocionar com a situação que cada um está vivendo no reality show.

O Master Chef é um dos grandes sucessos na programação da Band em 2014 e já tem a segunda temporada garantida em 2015.