Rafinha Bastos consegue ser arrogante até em homenagem


Rafinha Bastos

Rafinha Bastos foi a principal atração do Domingo Show no domingo (30), o apresentador do Agora é Tarde, na Band, participou do quadro Roleta da Morte e foi homenageado pela atração da Record.

Quando questionado se ele pediria perdão para Wanessa Camargo, pela polêmica piada que fez com a cantora, o humorista, orgulhoso disse que não. “Não pediria perdão. O comediante tem que ter liberdade. Ela está convidadíssima a ir no meu programa, pra gente conversar sobre isso. Não pediria perdão porque isso atrapalharia na minha profissão. Piada não pode ser levada tão a sério. O comediante não pode ter limites. A comédia é feita pra romper limites. Vou fazer piadas como essa a minha vida toda. A minha profissão ter que ser defendida.”


Mesmo emocionado com as declarações de familiares a amigos, o humorista ficou incomodado com a exposição da intimidade na TV e se mostrou mais uma vez arrogante. “Nunca ia aceitar a exposição da minha família na televisão, mas é o lugar que eu estou”, disse. Rafinha também solicitou que  tirassem a trilha de piano que fortalece o clima do “chororô” entre os homenageados.

Geraldo concordou ao afirmar que isso fortalece o ar sensacionalista. “Sensacionalista foi tudo que eu vi”, disparou o gaúcho.  Rafinha também pediu para que o auditório não batesse palmas e para a produção não expor o seu filho.