Os Simpsons voltam ao Brasil após 12 anos


simpsons-no-brasil

Os Simpsons, um dos seriados de maior sucesso no mundo causou polêmica quando em 2002 retratou o Brasil de maneira pejorativa e agora a família de Homer Simpson retornou ao país para conferir a Copa do Mundo.

O episódio “Você não precisa viver como um árbitro”, que foi ao ar pela Fox, na noite desse domingo (30), mostrou Homer, Marge, Bart e cia chegando ao Brasil. Homer foi convidado para apitar uma partida de futebol do campeonato e começa a ser assediado por uma máfia sul-americana que quer manipular o resultado do jogo.


O episódio fala sobre as manipulações de resultados no futebol e as preocupações da Fifa [chamada no seriado de WFF – Federação Mundial de Futebol] sobre o assunto. Mas não sem ironizar o fato de a própria entidade estar imersa em denúncias de corrupção. No episódio, o vice-presidente executivo da entidade é preso durante sua conversa com Homer.

Apesar da pouca ligação dos norte-americanos com a Copa do Mundo [Homer deixa isso claro!], chama a atenção a precisão nos detalhes dos estádios visitados pelos Simpsons, que passam por São Paulo, Recife, Manaus, Brasília e Rio de Janeiro. Destaque para o Itaquerão, que tem até um símbolo similar ao do Corinthians na fachada.

Dentro das arenas, aparecem faixas da torcida brasileira escritas em português. As mensagens, claro, irônicas: “Bem vindos ao Brasil. Arruaceiros, por favor, tumultuem no Paraguai” e “FUTEBOL: Como os americanos tentam jogar e não conseguem”.

A única ‘falha’ do episódio está justamente na partida de abertura da Copa. Ao invés da Croácia, é Luxemburgo que aparece como a primeira adversária da seleção brasileira no Mundial.

Mas nada que tire o brilho da trama, que conta até com um atacante brasileiro mestre em se jogar em campo [crítica a Neymar?] e um narrador extremamente empolgado nos gritos de gol do Brasi.

Em uma das cenas a família está passeando por São Paulo e vai a um famoso e refinado restaurante nos Jardins, Marge até arrisca umas frases em português e se assusta com os valores dos pratos.

Confira um trecho do episódio:

ATENÇÃO SPOILER: SE VOCÊ NÃO QUISER SABER MAIS SOBRE A HISTÓRIA DO EPISÓDIO, NÃO LEIA ABAIXO

Tudo começa em um concurso escolar em Springfield no qual os alunos deveriam discursar sobre seus grandes heróis. Ao perceber que perderia a disputa, Lisa faz uma adaptação de última hora e escolhe falar sobre Homer e sua ‘honestidade e moral inquestionáveis’.

O discurso torna-se famoso na internet e chama a atenção da Fifa, que decide recrutar Homer para ser árbitro na Copa do Mundo por ser incorruptível.

“Copa do Mundo? É a coisa que deixa os tintureiros felizes a cada quatro anos”, comenta Homer.

Disposto a não decepcionar Lisa, Homer age com honestidade nos primeiros jogos da Copa e recusa suborno nas partidas do Brasil contra Luxemburgo e Espanha. Dinheiro, ouro, drogas, comida… nada é capaz de tirar o chefe da família Simpson da linha.

Homer, porém, descobre que na verdade Lisa não pretendia escolhe-lo como seu herói. Decepcionado, aceita receber suborno para garantir a vitória do Brasil na decisão da Copa do Mundo contra a Alemanha.

Na última hora, porém, Lisa o convence a permanecer honesto e Homer se recusa a marcar um pênalti que não existiu a favor do Brasil. A Alemanha vence a final por 2 a 0, em um novo Maracanazzo, e os torcedores brasileiros deixam o estádio cabisbaixos.

Irritados com o resultado, os apostadores decidem se vingar de Homer, mas o Simpson é salvo graças a Marge e sua ‘fluência’ no português.

No fim, os Simpsons fazem um passeio pela Amazônia. Lisa se empolga com a florestas, mas o que deixa Homer realmente feliz é que parte da mata está sendo desmatada para a construção de uma lanchonete.