Rebelde em sua versão brasileira, produzida pela Record
Rebelde em sua versão brasileira, produzida pela Record (Divulgação)

Em tempos de campanha política, a legislação eleitoral determina diversos impedimentos àqueles que disputam uma vaga no Legislativo ou no Executivo. Dessa forma, figuras de maior ou menor prestígio em virtude de apresentarem programas ou interpretarem personagens em novelas acabam barradas das telas por algum tempo. A intenção é tornar mais justa a batalha pelo voto do eleitor, uma vez que já começa injusta devido à exposição e ao prestígio prévios de A ou B. Vamos relembrar algumas novelas que, em nome de integrantes do elenco ou de mudanças de horário, foram prejudicadas pelo horário eleitoral.

Horário eleitoral bate programas da Band na audiência

Somos Todos Irmãos

No início de 1965, a Record colocou no ar Somos Todos Irmãos, novela de Walther Negrão e Roberto Freire. O texto era baseado num original de Amaral Gurgel e tinha como protagonistas Maria Isabel de Lizandra, Rodrigo Santiago e Egídio Eccio. Após poucas semanas de exibição, a entrada do horário eleitoral fez com que a novela deixasse de ser apresentada… Contudo, ela saiu do ar para nunca mais voltar!

Os Irmãos Corsos

A história de Alexandre Dumas era aqui adaptada para a Tupi por Daniel Más. Os personagens centrais eram dois gêmeos xifópagos, Luciano e Mário, interpretados por Hélio Souto. Eles haviam sido separados indevidamente numa operação clandestina. Assim, um sentia as próprias dores e as do irmão, em virtude de uma troca de órgãos. Hélio candidatou-se a deputado por São Paulo naquele ano (1966), e por essa razão Os Irmãos Corsos teve que ficar fora do ar por um mês nesta praça. A saber, Hélio não foi eleito.

O Casarão

Não foi bem o horário eleitoral que afetou esta novela de Lauro César Muniz, exibida em 1976 pela Globo. Numa das fases do enredo, a passada nos dias atuais da exibição, o personagem Aldo (Marcelo Picchi) resolve disputar uma cadeira na Câmara Municipal de Tangará. A Lei Falcão, bastante real e aplicada na divulgação das candidaturas, foi estendida ao universo ficcional do autor. Em virtude disso, a campanha eleitoral de Aldo fora prejudicada. Seus comícios não podiam ser exibidos. A atuação da jornalista Vânia (Bete Mendes) e do padre Milton (Nilson Condé) na campanha do candidato a vereador também foram afetadas pela Censura. Ainda, na fase passada em 1900, o personagem Cardosão (Paulo Gonçalves) teve suprimidas diversas cenas suas. O motivo: ele expressava seu descontentamento com o Partido Republicano Paulista (PRP).

Há 19 anos morria Dias Gomes, um adorável subversivo

Sinal de Alerta

No segundo semestre de 1978, a Globo exibiu às 22h aquela que viria a ser a última novela do horário. Isto é, considerando seu ciclo contínuo, que havia sido iniciado em 1969. Sinal de Alerta foi escrita por Dias Gomes e tinha como protagonista Tião Borges (Paulo Gracindo). A Fertilit, de sua propriedade, causava sérios danos ambientais. Fato que gerou a revolta de um grupo de personagens que lutavam contra a fábrica. A ex-mulher de Tião, Talita (Yoná Magalhães), dava voz aos manifestantes no jornal Folha do Rio. Ao passo que os cineastas Rudi Caravaglia (Jardel Filho) e Chico Tibiriçá (Carlos Eduardo Dolabella) queriam fazer um filme sobre o milionário.

O horário eleitoral obrigou a emissora a exibir Sinal de Alerta na então proibitiva faixa das 23h. Durante duas semanas em novembro de 1978 a emissora exibiu em 10 capítulos um compacto da história até ali. Isso se deu no momento em que houve o retorno ao horário normal. Após o compacto, voltaram os capítulos inéditos, até janeiro de 1979.

Rebelde

Uma das investidas da Record TV contra o SBT envolveu uma parceria com a Televisa. A intenção era produzir aqui versões de suas novelas. Entre 2011 e 2012 foram ao ar duas temporadas de Rebelde, que somadas ultrapassam os 400 capítulos. Muitas foram as modificações no horário de apresentação da novela. Em seus meses finais, os capítulos eram exibidos às 21h, numa mudança que aproveitou a exibição do horário eleitoral. No entanto, esta foi a pior fase para a audiência de Rebelde, que chegou aos 3 pontos. Anteriormente, teve dias de 9 pontos. As concorrentes diretas faziam grande sucesso: Avenida Brasil, na Globo, e Carrossel, no SBT.

Conheça nosso canal no YouTube