Taís Araújo é a nova apresentadora do PopStar
Taís Araújo é a nova apresentadora do PopStar (Divulgação/TV Globo)

A novela Segundo Sol nem estreou, mas já levantou polêmica. O primeiro capítulo da trama da João Emanuel Carneiro só vai ao ar na noite desta segunda-feira (14), na Globo. A história se passa na capital da Bahia, o estado demograficamente mais negro do país. Cerca de 80% de seus habitantes são negros ou pardos, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Porém, os protagonistas de Segundo Sol não são considerados negros nem pardos. Apenas um deles, Vladimir Brichta, que interpreta o Remy, tem fortes ligações com Salvador, onde foi criado. A mocinha, Luzia, é feita por Giovanna Antonelli. O galã, Beto Falcão, Emílio Dantas. A antagonista, Karola, foi destinada a Deborah Secco.

Veja também: Cinco coadjuvantes que cresceram surpreendentemente em O Outro Lado do Paraíso

Esse elenco causou estranheza e alguma indignação, já que a novela é contemporânea e a diversidade é valorizada nos países do ocidente. A Globo preferiu apostar em outro caminho, talvez, o de agradar o mercado anunciante. Admitiu que há menos representatividade do que gostaria, mas não disse o porquê.

Outra desculpa comum de se ouvir é de que não há atores negros o suficiente para determinado núcleo, por exemplo. Porém, o Observatório da Televisão, na seção Lista, apresenta atrizes que poderia protagonizar Segundo Sol. Confira.

Tais Araujo
Taís Araújo (Divulgação/GNT)

TAIS ARAÚJO

Reconhecida atriz brasileira, já protagonizou um clássico, fora da Globo: Xica da Silva, em 1997. A personagem a tornou famosa internacionalmente. Nos Estúdios Globo, já havia trabalhado com João Emanuel Carneiro, no papel principal de Da Cor do Pecado. No final da década passada, pôde viver Helena, em Viver a Vida, de Manoel Carlos. Porém, não se saiu bem com sua primeira protagonista do horário nobre. Segundo Sol lhe daria a chance de triunfar e se mostrar uma atriz capaz de segurar um personagem da principal faixa de novelas da TV.

Sheron Menezzes
Sheron Menezzes (Divulgação/TV Globo)

SHERON MENEZZES

Conhecida por fazer boas coadjuvantes, chegou o momento de ela ter sua grande chance na Globo. A atriz está preparada para interpretar um personagem mais denso e que exija mais de suas capacidades artísticas. Menezzes seria ótima como Luzia, tem o rosto jovial que a personagem pede e, logo, poderia se transformar em mulher mais madura na segunda fase, sem a necessidade de duas atrizes para o papel. Além do mais, ela traria um frescor para a atrizes protagonistas das 21h que, geralmente, seguem o mesmo biótipo.

Cris Vianna
Cris Vianna na Dança dos Famosos (Reprodução)

CRIS VIANNA

A Globo perdeu uma ótima oportunidade de mostrar que mantém Cris Vianna em seu elenco por, de fato, ela ser muito talentosa. Como protagonista de Segundo Sol, ela poderia entregar uma personagem completa e com muito carisma. Ela já fez novelas das 21h e demonstrou muita sensibilidade em cenas de dramas. Chamá-la para fazer uma baiana seria interessantíssimo, já que a maioria dos papéis que vemos dela tem o perfil carioca. Possivelmente, este é um desafio de Vianna toparia e daria conta do recado na segunda fase.

Juliana Alves no Altas Horas
Juliana Alves no Altas Horas (Divulgação/ TV Globo)

JULIANA ALVES

Essa atriz é uma ótima surpresa para a teledramaturgia. Apesar de que ainda não lhe entregaram um papel marcante, seria a peça perfeita para a Globo renovar e diversificar o seu elenco principal. Juliana Alves em Segundo Sol seria um misto de mulherão com ternura. A personagem poderia fazer o papel jovem e continuar como adulta, perto dos 40. É importante ressaltar que Alves já fez ótimos papéis em novelas da Globo, inclusive, no horário nobre. Porém, segue como subestimada para o posto de protagonista de uma novela das 21h.

Lucy Ramos
Lucy Ramos (Divulgação)

LUCY RAMOS

Essa é outra excelente atriz brasileira, que poderia ter ganhado mais papéis importantes até, aqui. Já atuou em importantes produções da Globo, inclusive novelas das 21h, como coadjuvante. Em Salve Jorge, por exemplo, desempenhou o papel de amiga da protagonista Morena (Nanda Costa). Seu trabalho mais recente, nessa faixa horária, foi no sucesso A Força do Querer. Na trama de Glória Perez, fez uma participação especial. Antes, em Liberdade Liberdade chamou atenção viver uma coadjuvante que chantageava a antagonista. Talvez Ramos fosse a atriz mais adequada para o papel por reunir todos os elementos necessários, inclusive talento.