Atualmente, atriz se destaca na trama de
Atualmente, atriz se destaca na trama de "Tempo de Amar" (Divulgação/TV Globo)

No ar como a Alzira da novela “Tempo de Amar”, trama das 18 horas que está em sua reta final, a atriz Deborah Evelyn novamente se destacou e surpreendeu o público com uma personagem forte e ao mesmo tempo emotiva. Com mais de 30 anos de carreira, a global está comemorando 54 primaveras neste dia 12 de março. Para celebrar, vamos recordar de alguns dos principais papéis da artista na telinha!

Leia mais:
Tempo de Amar: Lucinda e Fernão fogem escondidos em navio de carga

Artista viveu personagem misteriosa em trama das 21 horas (Divulgação/TV Globo)
Artista viveu personagem misteriosa em trama das 21 horas (Divulgação/TV Globo)

“A Regra do Jogo”

Na trama do autor João Emanuel Carneiro que foi ao ar em 2016, Deborah Evelyn viveu a misteriosa Kiki. A personagem que foi tida como morta no início da trama ressurgiu no meio da novela “A Regra do Jogo” e causou muito rebuliço entre a poderosa família Stewart. Mantida em cativeiro por mais de 15 anos, ela voltou na história para se vingar de Gibson (José de Abreu).

Global é conhecida por viver papéis dramáticos na telinha (Divulgação/TV Globo)
Global é conhecida por viver papéis dramáticos na telinha (Divulgação/TV Globo)

“Insensato Coração”

A matriarca Eunice foi um dos destaques da novela “Insensato Coração”. Na trama exibida em 2011 e de autoria de Gilberto Braga, Deborah Evelyn foi a mãe de Leila (Bruna Linzmeyer) e Cecília (Giovanna Lancellotti), uma mulher de caráter bastante duvidoso e que não media esforços para as filhas se darem bem e arrumarem bons partidos no Rio de Janeiro.

Famosa participou de folhetim de Manoel Carlos (Divulgação/TV Globo)
Famosa participou de folhetim de Manoel Carlos (Divulgação/TV Globo)

“Páginas da Vida”

Em “Páginas da Vida”, folhetim de Manoel Carlos no ano de 2006, a famosa interpretou a professora Anna Maria. Bailarina frustrada, ela fazia de tudo para a filha Giselle (Pérola Faria) ter uma bem-sucedida carreira na arte da dança. A personagem tinha pavor que a adolescente engordasse e para isso, controlava em excesso a sua alimentação sem perceber que causava sérios danos na saúde da garota.

Beatriz foi um dos destaques de "Celebridade" (Divulgação/TV Globo)
Beatriz foi um dos destaques de “Celebridade” (Divulgação/TV Globo)

“Celebridade”

Em “Celebridade”, atualmente no “Vale a Pena Ver de Novo”, a artista deu vida a Beatriz, uma importante empresária no segmento musical. Insegura, a personagem foi facilmente enganada por Laura (Cláudia Abreu) durante boa parte da trama. Somente no final do folhetim ela descobriu que a vilã não prestava e finalmente deu um basta em suas artimanhas.

Atriz viveu jornalista em novela de Glória Perez (Divulgação/TV Globo)
Atriz viveu jornalista em novela de Glória Perez (Divulgação/TV Globo)

“Explode Coração”

Na novela “Explode Coração”, sucesso de Glória Perez em 1995, Deborah Evelyn viveu a Yone. A personagem trabalhava como jornalista e era responsável por cobrir o misterioso desaparecimento de crianças no Rio de Janeiro, um dos temas principais da obra da TV Globo. Além de denunciar os casos, ela também entrevistava as mães que buscavam os seus herdeiros sumidos.

Artista integrou elenco de "Fera Ferida" em 1993 (Divulgação/TV Globo)
Artista integrou elenco de “Fera Ferida” em 1993 (Divulgação/TV Globo)

“Fera Ferida”

“Fera Ferida” foi uma das novelas escritas por Aguinaldo Silva que mais deu o que falar na teledramaturgia brasileira. No folhetim de 1993, a atriz interpretou a Frida, a filha mais velha de Margarida (Arlete Salles) e Weber (Odilon Wagner). Sonhadora, a jovem mantinha um romance secreto com Áureo (Cláudio Fontana), com quem não podia ficar junto devido as diferenças sociais entre eles.

Famosa interpretou a Fânia em folhetim de sucesso (Divulgação/TV Globo)
Famosa interpretou a Fânia em folhetim de sucesso (Divulgação/TV Globo)

“Bebê a Bordo”

No ano de 1988, Deborah Evelyn integrou o elenco de “Bebê a Bordo”, trama escrita pelo autor Carlos Lombardi. Na pele da Fani, a atriz deu vida a uma divertida e independente sexóloga que adorava fazer perguntas para os amigos para colocar em suas teses e pesquisas voltadas para as mulheres seguras e destemidas.