Sérgio Mallandro apresentava o Oradukapeta
Sérgio Mallandro apresentava o Oradukapeta (divulgação)

“Conheci um capeta em forma de guri…”; a geração que viveu a infância nos anos 1980 seguramente se recorda desse verso, que embalava a abertura do Oradukapeta. Sérgio Mallandro apresentou esse programa infantil nas manhãs do SBT, cuja estreia ocorreu em 22 de junho de 1987. O título do programa foi criado por Silvio Santos, justamente a partir do verso inicial da música do artista.

Anteriormente, o apresentador havia integrado a equipe do polêmico e popularesco O Povo na TV, exibido no começo da década nas tardes da emissora de Silvio Santos. Ele fora descoberto quando participou de uma das edições do Cidade Contra Cidade, quadro do Programa Silvio Santos, e foi também jurado do Show de Calouros nos anos 1980. De tal forma que a popularidade atingida fez com que Sérgio Mallandro ganhasse então seu próprio programa.

Oradukapeta: um programa infantil feito especialmente para meninos

Na contramão de seus contemporâneos, como Clube da Criança e Xou da Xuxa, cuja apresentação era feita por jovens moças bonitas e loiras e eram programas que atraíam as meninas, o Oradukapeta de Sérgio Mallandro era direcionado aos meninos. No palco do programa havia máquinas de fliperama e um espaço dedicado à prática de esportes radicais, criando assim um ambiente atrativo para os garotos. Além disso, foram nesse programa que surgiram as Mallandrinhas, assistentes de palco. Algumas delas foram Carla Cabral e Suzana Alves, a futura Tiazinha. Também havia a presença dos bonecos Capetinha, Anjinha e Mallandrinho, todos criados por Ely Barbosa.

Porta dos Desesperados: sátira de Sérgio Mallandro a um dos quadros do Patrão

Por muitos anos Silvio Santos manteve no ar em seu programa dominical o quadro Porta da Esperança. Os espectadores enviavam cartas para a produção relatando problemas que gostariam de solucionar, ou sonhos que não haviam ainda podido realizar. Silvio entrevistava os sorteados no palco, e depois disso lançava o bordão “Vamos abrir as portas da esperança!” e o desejo do participante se materializava diante dele. Ou não.

No Oradukapeta, Sérgio Mallandro fazia o quadro Porta dos Desesperados. Portas numeradas que ocultavam brinquedos que os participantes poderiam ganhar ao escolhê-las se mesclavam com outras, atrás das quais havia “monstros” e coisas do tipo. Quem participava do quadro tinha que fingir tensão e desespero, daí seu nome. Entre os prêmios que quem brincava no palco podia ganhar, estavam bicicletas e videogames.

Num programa direcionado a garotos, não poderia faltar futebol

Futebol também era um dos ingredientes da mistura do Oradukapeta. No quadro Hora do Pênalti, Sérgio Mallandro se convertia em Mallandrowski, um goleiro não muito exímio cuja missão era defender pênaltis batidos por participantes da atração. Além disso, o apresentador cantava suas próprias músicas, como o tema de abertura, e recebia convidados do meio musical.

Desenhos animados exibidos no Oradukapeta

Sérgio Mallandro exibia no programa diversos desenhos animados, entre um quadro e outro. Só para exemplificar, Nossa Turma, Kissyfur, A Turma do Pica-pau e Hong Kong Fu eram alguns. Outras animações que foram ao ar no Oradukapeta foram O Pequeno Príncipe e A Formiga Atômica, a saber.

Abertura do desenho Nossa Turma (Get Along Gang), exibido no Oradukapeta de Sérgio Mallandro.

Oradukapeta versus Xou da Xuxa

Tanto o Oradukapeta, no SBT, quanto o Xou da Xuxa, na Rede Globo, tinham início às 8h. Todavia, enquanto Sérgio Mallandro dava lugar às 10h30 ao palhaço Bozo, Xuxa ia até a hora do almoço, perto das 13h. No segundo ano (1988), o Oradukapeta ganhou mais meia hora, passando a entrar no ar às 7h30. Na sequência, às 10h30, estreou em agosto daquele ano o Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Simony, com a apresentadora egressa da Globo e do conjunto Balão Mágico.

Embora o Xou da Xuxa fizesse bastante sucesso, o Oradukapeta não foi ignorado pelo público infantojuvenil e representou uma divisão da audiência, pelo menos no tocante aos garotos. Se por um lado havia a figura de Xuxa, do outro havia Mallandro, o amigo engraçado, que tira sarro e se diverte junto com os participantes. Outro tipo de condução dos quadros e na chamada dos desenhos animados, mas igualmente eficiente no que se propunha. Tanto assim que Sérgio Mallandro acabou deixando o SBT e indo para a Globo alguns anos depois.

O fim do Oradukapeta com Sérgio Mallandro

Oradukapeta saiu do ar em 7 de junho de 1990. Às vésperas de completar três anos de exibição, portanto. Posteriormente, Sérgio Mallandro apresentou outros programas infantis, como Show do Mallandro, na Globo, e Programa Sérgio Mallandro, outra vez no SBT. Ao longo dos anos 1990 direcionou seu trabalho na TV para o público adulto, na Rede Manchete e também na CNT.

Últimos vídeos do Canal no YouTube