Ângelo Paes Leme
Nandinho Bazuca (Ângelo Paes Leme) em A Lei e o Crime (Reprodução)

Há 10 anos, a Record TV exibia uma de suas produções de maior êxito em dramaturgia, fora do campo das novelas. Criada por Marcílio Moraes, A Lei e o Crime teve seu primeiro episódio transmitido em 5 de janeiro de 2009. O projeto surgiu no rastro do sucesso de uma novela do autor, Vidas Opostas (2006/07).

Record TV inicia a produção da macrossérie Jezabel

Os personagens centrais de A Lei e o Crime

Os dois personagens principais representam a dualidade expressa no título. A lei surge na figura de Catarina (Francisca Queiroz), uma delegada de polícia sem medo de enfrentar os bandidos. O crime tem sua personificação em Nando (Ângelo Paes Leme), cidadão comum que entra para o banditismo ao se revoltar com a vida que leva.

O primeiro episódio apresenta os personagens de forma clara e, até certo ponto, chocante. Desempregado e metido em atividades escusas, Nando (Ângelo Paes Leme) não está numa boa fase, e tem cada vez menos paciência para as cobranças do sogro Reinaldo (Roberto Frota). A esposa Olímpia (Raquel Nunes) tenta contemporizar, embora também deseje que o marido dê um jeito na vida. Nando se descontrola e mata o sogro a sangue frio. A partir desse primeiro assassinato, uma extensa lista de novos delitos se inicia. Nando se torna Nandinho da Bazuca, o líder do tráfico de drogas na favela onde se refugia após matar Reinaldo. Ele tem atrás de si a figura do cruel Romero (Caio Junqueira). Além de seu cunhado, ele é um policial corrupto, com ligações com as milícias.

Catarina é casada com Renato (Eduardo Lago). As trajetórias de Catarina e Nandinho se cruzam quando ele mata o pai dela, Alcebíades (Nildo Parente), durante um arrastão num túnel. Ela resolve então se tornar delegada de polícia, para combater criminosos como aquele. Mas mal sabe Catarina que o próprio marido não é lá tão honesto assim. E que Romero, Ary (Kito Junqueira) e outros policiais corruptos podem ser pedras em seu sapato na busca por um trabalho sério à frente da delegacia.

RecordTV, 65 anos: a história da dramaturgia da emissora

Destaques do elenco de A Lei e o Crime

A Lei e o Crime teve uma presença curiosa no elenco: Marília Barbosa. A “cantriz” (cantora e atriz) de grande sucesso nos anos 1970 interpretou Luiza, mãe de Romero e sogra de Nandinho. Outra presença a destacar é a de Giullia Buscacio, então criança, em seu primeiro trabalho. Atualmente a atriz está no ar em O Sétimo Guardião como Elisa.

Já nos protagonistas dois grandes acertos. Francisca e Ângelo mereceram a oportunidade e a valorizaram. Aline Borges, André Ramiro, Cristina Pereira, Felipe Martins, Léa Garcia, Valquíria Ribeiro, Sílvio Guindane e Luiz Carlos de Moraes foram outras boas escalações. Entre os atores convidados, Reynaldo Gonzaga, Vanessa Gerbelli, Taumaturgo Ferreira, Floriano Peixoto, Jonas Bloch, Flávia Monteiro, Valéria Alencar e Antônio Grassi. A direção-geral coube a Alexandre Avancini (como em Vidas Opostas, a saber), e com ele responderam Vicente Barcellos e Hamsa Wood.

Entre 2013 e 2014 A Lei e o Crime foi reprisada. Posteriormente, em 2018, alguns episódios foram reapresentados pela emissora, na celebração de seus 65 anos de atividades. Foi uma boa forma de representar o gênero série e, além disso, um feliz resgate de uma das produções mais bem-sucedidas da casa nos últimos tempos. Havia fôlego para outras temporadas, mas foi produzida apenas uma e a promessa de uma segunda ficou nisso: na promessa.

Conheça nosso canal no YouTube