Esporte Espetacular
Esporte Espetacular (Divulgação)

Em 1973, a Rede Globo estreou um de seus programas mais longevos: o Esporte Espetacular. Revista semanal com entrevistas, matérias especiais e coberturas das mais diversas modalidades, o programa nasceu da necessidade que a emissora sentiu de abrir espaço a outros esportes que não o futebol.

A estreia ocorreu em 8 de dezembro daquele ano, no qual também estrearam outros programas importantes da emissora. A saber, o Globo Repórter e o Fantástico, também no ar até os dias de hoje.

https://www.youtube.com/watch?v=NB_Wd0yiRes

Globo Esporte: 40 anos do esportivo vespertino que marca gerações

A criação do Esporte Espetacular e os primeiros anos

No começo dos anos 1970, o futebol ainda era predominante no noticiário esportivo. Não que hoje não seja. Mas à época, como atestam as mesas-redondas, compactos de partidas exibidos por vezes tarde da noite e pílulas na programação comandadas por nomes como João Saldanha, se não era maior do que a atual, a presença do futebol na TV se dava de outra forma. Assim sendo, a Rede Globo decidiu criar uma revista semanal de esportes que desse espaço a outras modalidades, com leveza e dinamismo. Nascia assim o Esporte Espetacular.

O modelo inicial foi o Wide World of Sports, da ABC norte-americana. Eventos esportivos comprados deste programa eram comprados e exibidos na íntegra ou parcialmente. Isso levou à abordagem de diversos esportes sem participação de atletas brasileiros. E, claro, sem qualquer familiaridade com as práticas dos trópicos. Só para ilustrar, alguns como hóquei, patinação no gelo e campeonatos de cama elástica. No entanto, determinadas modalidades esportivas acabaram por influenciar seus praticantes brasileiros ao serem mostradas pelo programa, como atestado pelo próprio posteriormente.

As primeiras mudanças no Esporte Espetacular

Em 1976 começaram as primeiras mudanças no programa. O então vice-presidente de operações da emissora, Boni, determinou que o Esporte Espetacular produzisse seu próprio material após ver no programa uma competição de lenhadores serrando toras de madeira. A partir daí práticas esportivas mais próximas dos brasileiros ganharam espaço. Entre elas, basquete, vôlei, atletismo, ciclismo e remo.

Convém lembrar que, na década de 1970, o espaço dedicado ao esporte na televisão brasileira não era vasto. Dificuldades técnicas e mercadológicas levavam a esta situação. Eram comuns as exibições de compactos, ou versões integrais, de partidas de futebol, por vezes tarde da noite. Isso levou a uma flutuação do Esporte Espetacular na grade da Globo, além de serem possíveis as gravações do programa apenas de madrugada, quando os estúdios não eram utilizados por outras atrações.

Nos anos 1980, uma pausa estratégica

No início dos anos 1980, como parte do processo de modificação do perfil do programa, a Rede Globo fez acordos com entidades reguladoras de várias modalidades esportivas. O objetivo era fazer com que as partidas fossem marcadas para as tardes de sábado, entre 15h e 17h, faixa de exibição do programa. A transmissão de eventos esportivos ao vivo passou a ser a essência do Esporte Espetacular, além das reportagens.

A grade da Rede Globo para 1983 se iniciou sem a presença do Esporte Espetacular. Após dez temporadas, o programa saiu do ar, para voltar apenas em 1987. Desde então, não houve mais pausas como esta.

“Coração apertado e a alma em festa”, afirma Fernanda Gentil sobre transição para o entretenimento da Globo

Apresentadores e dias de exibição do Esporte Espetacular

Os mais jovens talvez não se recordem, mas o Esporte Espetacular já foi apresentado nas noites de domingo e nas tardes de sábado. Bem como eventualmente podem não se lembrar de que a repórter Isabela Scalabrini foi uma de suas apresentadoras, após a pausa dos anos 1980. O mesmo se pode dizer de Sérgio Ewerton, que compôs a equipe do programa antes de se transferir para o SBT. Na emissora de Silvio Santos, Sérgio foi um dos apresentadores do Aqui Agora, na década de 1990.

Luciano do Valle na bancada do Esporte Espetacular nos anos 1970 (Reprodução/TV Globo)
Luciano do Valle na bancada do Esporte Espetacular (Reprodução/TV Globo)

Todavia, aqueles com mais de 30 anos seguramente se recordam de Léo Batista, que também inaugurou o Globo Esporte. E também de Fernando Vannucci, que marcou com seu bordão “Alô, você!”. Bem como de Mylena Ciribelli, egressa da Rede Manchete e que há alguns anos integra o time da Record TV. Mais uma figura foi Luciano do Valle, que nos mais de 10 anos em que trabalhou na Rede Globo foi um dos apresentadores e locutores do programa.

Outros apresentadores do Esporte Espetacular foram Glenda Kozlowski, em mais de uma ocasião, Tino Marcos, Cristiane Dias e Tande. Além destes, Luís Ernesto Lacombe, Luciana Ávila e Alex Escobar. Ainda, Ivan Moré, que entrou no programa em 2013 e no ano seguinte assumiu a edição paulista do Globo Esporte, na qual está até hoje. Desde setembro de 2016, Fernanda Gentil era a apresentadora do EE. Teve ao seu lado Flávio Canto e, posteriormente, Felipe Andreoli. Recentemente, Fernanda passou do Jornalismo para o Entretenimento da Globo. A edição especial dos 45 anos do Esporte Espetacular, a saber, foi sua última à frente do programa. Em seu lugar ficará Bárbara Coelho.

Últimos vídeos do Canal no YouTube