Rubén Aguirre como o Professor Girafales em Chaves (Divulgação)
Rubén Aguirre como o Professor Girafales em Chaves (Divulgação)

Em 15 de outubro, comemoramos o Dia do Professor. Costuma não haver motivos para celebrar diante da realidade que a maior parte dos professores vivem todos os dias, seja pelos baixos rendimentos, seja pelo descaso com que a educação é tratada de modo geral por tanta gente. Todavia, mesmo em meio a tanto desalento, os que possuem a vocação seguem no verdadeiro combate que é defender o futuro, representado em seus alunos. Hoje vamos relembrar algumas das figuras que representaram os nossos professores na telinha, como pequena homenagem.

Girafales

Rubén Aguirre como o Professor Girafales em Chaves (Divulgação)
Rubén Aguirre como o Professor Girafales em Chaves (Divulgação)

O professor Girafales, ou Linguiça, como era apelidado pelos alunos, é um personagem marcante de Chaves. No ar há quase 35 anos pelo SBT, a criação de Roberto Gómez Bolãnos apresentou ao público o dedicado mestre. Interpretado por Rubén Aguirre, falecido em 2016, Girafales era apaixonado pelo ofício e pela mãe de um dos alunos. Dona Florinda (Florinda Meza) e o professor viviam dando suspiros lânguidos pelos cantos da vila onde Kiko (Carlos Villagrán) e os amigos brincavam quando não estavam na aula. Apesar das muitas besteiras ditas por todos, Girafales seguia firme em seu propósito de transmitir a eles conhecimento e noções de civilidade. Não se deixava comprar pelas maçãs (ou melancias) trazidas para a sala, e seus gritos indignados de “Tá, tá, tá, tá… Tá!” colocavam medo nas crianças. Mas tinha um bom coração.

SBT 37 anos: Chaves e Chapolin, há 34 anos presença marcante na grade

Clotilde

Uma das personagens mais marcantes da carreira de Maitê Proença na TV é, com toda a certeza, Clotilde Ribeiro. A “professorinha” era uma das protagonistas de O Salvador da Pátria (1989), novela de Lauro César Muniz. Fugindo de um passado que o público descobre no decorrer da história, Clotilde se instala no interior. A saber, na fazenda de propriedade de Joaquim (Mário Lago), fazendeiro idealista. Emprega-se como professora de boias-frias analfabetos, a fim de aprimorar uma tese acadêmica, e desperta uma grande paixão num deles. Sassá Mutema (Lima Duarte) sente pela professora um amor que nunca sentiu por mulher nenhuma. Ao passo que a mestra desenvolve por ele, antes de dar-se conta do amor, um sentimento à la Pigmalião. Ou seja, de grande orgulho e satisfação pelos muitos e rápidos progressos de Sassá com as letras.

Pasqualete

Nuno Leal Maia conquistou uma nova geração de admiradores ao participar da soap opera Malhação. Em 1999, quando o programa deixou o ambiente da academia de ginástica e foi para uma escola, o Múltipla Escolha, entrou em cena o professor Paulo Pasqualete. Embora bastante severo, o professor de Português divertia os alunos com seu jeito peculiar. Nuno participou de diversas temporadas de Malhação até 2006.

Afonso

Foi também Malhação que apresentou o professor Afonso (Giuseppe Oristânio). Na temporada 2000, ele era “apenas” o pai do mocinho Marcelo (Fábio Azevedo). No entanto, além de professor e depois diretor do Colégio Múltipla Escolha, Afonso tinha uma trama própria, especialmente após seu casamento com sua colega Linda (Gisele Tigre). Os dois, mais a filha de Linda, Bia (Fernanda Nobre), e os filhos de Afonso – Marcelo, Cabeção (Sérgio Hondjakoff) e Fernandinho (Helder Agostini) -, viveram momentos emocionantes e engraçados.

Luciano

Infelizmente, a novela O Primeiro Amor (1972) ficou para a posteridade em virtude de ter sido a última de Sérgio Cardoso. Protagonista da história, Sérgio morreu quando faltavam apenas 20 capítulos a serem gravados. Seu personagem era o professor Luciano, um idealista que lidava com os problemas de seus alunos adolescentes. Enquanto isso, os filhos também rendiam as preocupações comuns, dobradas por ele ser viúvo e triplicadas por ser… professor.

Helena

Qualquer lista de professores marcantes da TV deve necessariamente apresentar a professora Helena. Seja na interpretação de Gabriela Rivero na versão mexicana exibida aqui em 1991, seja personificada por Rosane Mulholland na produção do SBT atualmente em reprise, Helena ama cada um de seus alunos. E por isso mesmo se envolve em seus problemas particulares, para torná-los crianças mais felizes. Não desistia de seus intentos, mesmo diante de resistência e oposição, por vezes dos próprios alunos. Toda criança gostaria de ser aluna da professora Helena. Eu também quis, quando a conheci.

Há 27 anos, Escolinha do Professor Raimundo se tornava um programa solo

Raimundo Nonato

Provavelmente, o professor mais famoso da TV brasileira é Raimundo Nonato. As aulas de Chico Anysio com grandes nomes do humor alegraram gerações de espectadores desde a Rádio Mayrink Veiga, nos anos 1950, até a TV, especialmente na Globo. Na Escolinha do Professor Raimundo, o mestre fazia as perguntas que os alunos respondiam nem sempre corretamente, mas com muita graça. Só que Chico também dava as respostas corretas para o público, numa atitude cultural efetiva, e o conhecido gesto do “E o salário, ó” fazia uma vez mais a referência à baixa remuneração dos professores. No Dia do Professor, impossível deixar de citá-lo.

Lu

Na novela Renascer (1993), de Benedito Ruy Barbosa, a classe era representada pela jovem Lu (Leila Lopes). De família rica, a moça não dependia do salário baixo recebido pelo trabalho como professora no interior da Bahia, na região das fazendas de cacau. No entanto, exercia seu ofício com toda a dedicação e todo o amor possíveis. Dia do Professor é mesmo todo dia, e uma das cenas da novela, que você pode ver abaixo, atesta uma vez mais algumas dificuldades da profissão.