Canal Livre
Canal Livre (Divulgação Band)

Desde sua estreia, ocorrida em 17 de agosto de 1980, o programa Canal Livre marca presença na grade da Band com debates sobre grandes temas. Criado pelo jornalista Fernando Barbosa Lima, o programa era herdeiro direto do Abertura, exibido nas noites de domingo pela Rede Tupi entre 1979 e 1980. O Abertura, a saber, abriu caminhos para um novo jornalismo. Fazia ampla difusão de ideias nem sempre agradáveis do ponto de vista dos militares ainda no poder. Ao passo que o Canal Livre tinha como proposta explorar ao máximo um mesmo assunto.

Relembre alguns momentos históricos dos debates políticos na TV

Os jornalistas Tarcísio Hollanda, Tarso de Castro, Flávio Tavares e Sebastião Nery, com intervenções de Oswaldo Sargentelli, entrevistaram na estreia o então ministro do Trabalho, Murilo Macedo. O tom das perguntas chegou a incomodar o ministro a certa altura, e ele se manifestou a respeito. No entanto, teve de ouvir de Nery que já eram anos nos quais os políticos em geral deveriam mais ouvir do que falar.

Entrevistas históricas do Canal Livre

Fazendo jus ao nome, o Canal Livre foi, principalmente na primeira fase, um dos carros-chefe da programação da Band (à època, Rede Bandeirantes), apresentando convidados bastante representativos do momento que o País atravessava.

É bastante lembrada a ocasião na qual a atriz Dina Sfat declarou diante do general Dilermando Gomes Monteiro, então comandante do 2º Exército, que tinha medo de militares. O programa com Dercy Gonçalves, exibido em 1980, levou o Canal Livre a quase 20 pontos de audiência em São Paulo. Marca histórica para programa e emissora. Outros entrevistados importantes foram os políticos Tancredo Neves, Ulysses Guimarães, Franco Montoro, Teotônio Vilela e Luiz Inácio Lula da Silva. Dos artistas em geral, Chico Buarque, Simone, Rogéria e Tônia Carrero. Entre os intelectuais, Mario Vargas Llosa, Moacyr Scliar e Pedro Nava. De figuras polêmicas por si, o general Newton Cruz foi uma. O programa com Paulo Autran, de 1985, pode ser visto abaixo:

As fases do Canal Livre e o período de hiato

Roberto D’Ávila, um dos produtores da atração, foi seu mediador nos três primeiros anos. Belisa Ribeiro apresentou o programa ainda nos anos 1980, bem como Ângela Rodrigues Alves. No final da década de 1980, Marília Gabriela e, posteriormente, Silvia Poppovic estiveram à frente do programa. Na década de 1990, já numa nova fase, diária e vespertina, o Canal Livre foi apresentado por Flávio Gikovate.

Entre 1996 e 2002, o Canal Livre ficou de fora da grade da emissora dos Saad. Quando voltou, a apresentação ficou a cargo de Márcia Peltier. Mas foi no final da noite de domingo que se encontrou, em sua nova versão capitaneada por Joelmir Beting. Posteriormente Boris Casoy conduziu o programa e, mais recentemente, Ricardo Boechat assumiu-o. Fernando Mitre, diretor-geral de jornalismo da Band, tem cadeira cativa entre os “perguntadores”. Outro apresentador eventual do Canal Livre é Fábio Pannunzio.

Abaixo, o programa que teve como convidado Leonel Brizola, em 1980.

Últimos vídeos do Canal no YouTube