Infantil X-Tudo terminava há 15 anos

Gérson de Abreu e o boneco X em X-Tudo
Gérson de Abreu e o boneco X em X-Tudo (divulgação)

No dia 03 de novembro de 2002, a TV Cultura de São Paulo exibia o último episódio inédito de X-Tudo, um dos principais programas infantis de sua história. Produzido inicialmente em parceria com o Sesi, X-Tudo era uma espécie de revista eletrônica informativa para crianças. O infantil consagrou nomes como Gérson de Abreu, Fernanda Souza e Rafael Barioni, além do inesquecível boneco X.

X-Tudo estreou no dia 11 de abril de 1992, uma sexta-feira, e era um programa semanal. Em sua primeira fase, o programa era marcado pelos encontros entre o saudoso Gérson de Abreu e o boneco X, manipulado por Fernando Gomes. X, que chamava Gérson carinhosamente de “Gordo”, propunha charadas e travava diálogos variados com o apresentador, além de apresentar diversos quadros temáticos. Gérson também aparecia em outros momentos, sendo um dos mais importantes a “experiência”, quadro no qual dava dicas de experimentos científicos que poderiam ser feitos em casa pela audiência. X-Tudo também trazia reportagens especiais, curiosidades com o ator Marcelo Mansfield, e dicas de leitura, com a personagem Sherazade (Raquel Barcha).

Com o sucesso, X-Tudo passou a ser exibido diariamente, ganhando uma recauchutagem total a partir de 1994, quando Gérson de Abreu deixou o elenco para assinar com a Record, onde estrelou o infantil Agente G. Sem Gérson, X-Tudo teve seu elenco renovado, com as presenças de Márcio Ribeiro (outra figura já saudosa), Norival Rizzo, Fernanda Souza e Rafael Barioni. Nesta fase, os quadros vinham com novas identidades visuais, e vários deles se tornaram mania entre as crianças. Márcio passou a fazer as experiências, enquanto Norival Rizzo apresentava quadros de curiosidades.


O boneco X continuou interagindo com todo o elenco, principalmente com as então crianças Fernanda e Rafael, fazendo charadas e contando curiosidades. Fernanda também passou a apresentar o quadro de dica de leitura ao lado de Sherazade, mostrando diversos livros para as crianças. Já Rafael e X comandavam juntos um novo quadro, a culinária, no qual Rafael ensinava receitas fáceis e gostosas para as crianças.

Esta fase do X-Tudo teve várias temporadas, com alterações pontuais. A atriz Raquel Barcha deixou o elenco, levando a personagem Sherazade para o teatro, e foi substituída por Oscar Simch, que fazia o Sultão. Depois, foi Fernanda Souza quem saiu, para protagonizar a novela Chiquititas, no SBT, e foi substituída pela pequena Rosane.

Por fim, X-Tudo teve ainda uma última fase, com seu tempo de duração reduzido. X passou a ser manipulado por Henrique Serrano, enquanto a atriz Joyce Roma passou a ser a responsável pelo quadro da experiência. O quadro foi reformulado, trazendo Joyce conversando com ela mesma numa sala modernosa. A atriz também fazia várias matérias especiais. Esta fase foi exibida pela Cultura e TV Rá-Tim-Bum, e ficou no ar até o dia 3 de novembro de 2002. No entanto, reprises do X-Tudo continuaram a ser exibidas.

Ao todo, X-Tudo teve 10 temporadas. O infantil marcou várias gerações ao se colocar como um entretenimento saudável, divertido e muito informativo para crianças, tornando-se um verdadeiro clássico infantil da televisão brasileira.

Leia também:

O Sistema estreava há 10 anos

Veja trecho da primeira fase do X-Tudo: