Viver a Vida estreava há oito anos

Helena (Taís Araújo) em Viver a Vida
Helena (Taís Araújo) em Viver a Vida (divulgação)

No dia 14 de setembro de 2009, entrava no ar na faixa das 21 horas da Globo a novela Viver a Vida, de Manoel Carlos. O autor trazia, pela primeira vez em sua galeria de protagonistas, uma Helena jovem e negra, fato que foi muito festejado na época. Taís Araújo foi a escolhida para viver a Helena da vez, mas a personagem acabou ficando em segundo plano no decorrer da obra.

Em Viver a Vida, Helena é uma famosa modelo que carrega um drama pessoal: quando jovem, fez um aborto para poder seguir na carreira. Ela é filha de Edite (Lica Oliveira), que tem uma pousada em Búzios, e irmã de Sandra (Aparecida Petrowky) e Paulo (Michel Gomes), e mora no Rio de Janeiro, dividindo um apartamento com a médica Ellen (Danielle Suzuki), sua melhor amiga. Certo dia, Helena conhece e se apaixona por Marcos (José Mayer), um homem 20 anos mais velho que ela. Ele é pai da mimada Luciana (Alinne Moraes), também modelo de sucesso e rival de Helena nas passarelas, e ela não aceita o relacionamento de ambos.

Luciana é filha de Teresa (Lília Cabral), uma ex-modelo que deixou as passarelas para se dedicar à família que formou com Marcos. Eles tiveram três filhas: além de Luciana, são filhas deles a desbocada Isabel (Adriana Birolli) e a doce Mia (Paloma Bernardi), que foi adotada. Apesar de separados há um bom tempo, Teresa ainda nutre um sentimento por Marcos, e se unirá à filha Luciana contra a relação entre o homem e Helena. Luciana tem um namorado, o sério Jorge (Mateus Solano). Ele é irmão gêmeo do animado Miguel (Mateus Solano), que são filhos de Ingrid (Natália do Vale) e Leandro (Nelson Baskerville). Miguel tem uma relação com Renata (Bárbara Paz), que sofre de anorexia alcoólica.


Helena recebe um convite para desfilar em Petra, na Jordânia e pede para que Luciana também seja convidada, no intuito de se aproximarem. Na viagem, elas conhecem Bruno (Thiago Lacerda) e Felipe (Rodrigo Hilbert), de quem tornam-se amigas, e têm muitas discussões. Na volta para o Brasil, após uma séria discussão, o ônibus onde estavam Luciana e outras modelos sofre um acidente. Helena, que havia proibido a presença de Luciana no carro designado a ela, sente-se culpada. Luciana é trazida ao Brasil onde os médicos confirmam que está tetraplégica.

A partir daí, Helena perdeu o protagonismo de Viver a Vida para Luciana. Isso porque seu grande drama na novela passou a ser a culpa que sentia por não ter deixado Luciana viajar com ela, assim ela não estaria no ônibus do acidente. Já Luciana sensibilizou a audiência, que ficou tocada por ela ter ficado tetraplégica. Enquanto isso, Teresa defendia a filha com unhas e dentes, tornando-se a grande incentivadora da filha, fazendo-a, aos poucos, superar suas dificuldades. Deste modo, na prática, Teresa parecia mais uma “Helena de Manoel Carlos” que a própria Helena, revelando-se uma mãe dedicada e zelosa.

Enquanto isso, Helena se casou com Marcos e se mudou para Búzios. Lá, conhece Dora (Giovanna Antonelli), com quem Marcos passa a ter um caso. Quando descobre que o marido não vale nada, se separa dele e se envolve com Bruno, com quem se reencontra no Brasil. Mais adiante, descobre-se que Bruno é um filho bastardo de Marcos. Já Dora, que a princípio seria a antagonista de Helena, perde esta função ao se envolver com Maradona (Mário José Paz), com quem forma uma família que também cai nas graças da audiência. E, assim, a história de Helena se esvazia de vez. Já Luciana fica cada vez mais em evidência, com sua luta para retomar a vida. No fim, ela acaba se separando de Jorge e ficando com Miguel, que sempre teve uma queda pela cunhada. Miguel torna-se fundamental em seu processo de recuperação, ficando ao seu lado em vários momentos.

Viver a Vida, assim, foi uma novela na qual várias das promessas de história ficaram pelo caminho. Helena acabou ficando sem história própria, enquanto as tramas paralelas giravam em círculos. Havia um triângulo amoroso que nunca saía do lugar, encabeçado por Betina (Letícia Spiller), amiga de Teresa. Ela era casada com Gustavo (Marcelo Airoldi), que passa a ter um caso com a atrapalhada economista Malu Trindade (Camila Morgado), e a história era levada com humor, com gags repetitivas e que não tinha muita graça. Outra história que ficou pelo caminho foi a do casal Bernardo (Bruno Berillo) e Clarisse (Cecília Dassi). Bernardo acaba traindo a menina com Alice (Maria Luisa Mendonça), uma amiga de Helena que pregava o amor livre. A traição ficou por isso mesmo.

Com isso, Viver a Vida amargou baixos índices de audiência para a época, com média geral de 36 pontos no Ibope, e Taís Araújo acabou sendo apontada como uma das responsáveis, já que sua personagem não vingou. Claro, a atriz nada tinha a ver com o fato, pois a trajetória da personagem é que não era interessante mesmo. Mesmo assim, a atriz ficou no “olho do furacão”. Em depoimento recente no programa Saia Justa, Taís declarou que, após Viver a Vida, ficou traumatizada e pensou seriamente em abandonar a profissão. Mudou de ideia depois de um tempo afastada da telinha em razão da licença-maternidade. Quando retornou, fez a Penha, de Cheias de Charme, fazendo as pazes com o público e a crítica.

O título Viver a Vida já havia sido usado por Manoel Carlos, numa minissérie exibida pela extinta Manchete em 1984. Entretanto, a minissérie nada tinha a ver com a novela. A abertura da novela era embalada pela canção “Sei lá… A Vida Tem Sempre Razão”, cantada por Tom Jobim, Miúcha e Chico Buarque, e mostrava faixas multicoloridas percorrendo a tela, simbolizando o “percurso da vida”. Depois de alguns capítulos, a abertura foi reformulada, ganhando cenas da novela em meio às faixas coloridas.

Viver a Vida teve 209 capítulos e foi escrita por Manoel Carlos, com colaboração de Ângela Chaves, Claudia Lage, Daisy Chaves, Juliana Peres e Maria Carolina, e teve direção de Adriano Melo, Teresa Lampreia, Maria José Rodrigues, Leonardo Nogueira, Frederico Mayrink e Luciano Sabino. Teve direção-geral de Jayme Monjardim e Fabrício Mamberti, e direção de núcleo de Jayme Monjardim.

Leia também:

Há 40 anos, estreava a novela Sem Lenço Sem Documento

Reveja a cena de Viver a Vida em que Helena, sentindo-se culpada pelo acidente de Luciana, pede desculpas à Teresa: