Quem Pode Mais?, com Daniella Cicarelli, chegava ao fim há nove anos

Daniella Cicarelli apresentava Quem Pode Mais?
Daniella Cicarelli apresentava Quem Pode Mais? (divulgação)

No dia 7 de setembro de 2008, a Band levava ao ar o último Quem Pode Mais?, programa apresentado por Daniella Cicarelli nas tardes de domingo. A atração, um game show entre homens e mulheres, era a grande aposta da emissora da temporada de 2008, tentando tornar a ex-VJ da MTV uma grande estrela da casa.

Quem Pode Mais? estreou em meio a um pacotão de novidades da Band para o ano de 2008. Na mesma leva, a emissora turbinou sua programação, sobretudo a linha de shows, com programas que fortaleceram bastante a grade do canal. Entre os principais sucessos daquele período estavam o CQC, nas noites de segunda-feira, e o programa de relacionamentos É o Amor, às terças.

No meio das novidades, a Band tentava dialogar com o público jovem, e escolheu Daniella Cicarelli para a missão. Naquele período, Cicarelli era uma festejada modelo, conhecida também pelo casamento-relâmpago com o jogador Ronaldo, mas que tinha grande aceitação entre o público adolescente graças à sua passagem pela extinta MTV Brasil. Na emissora musical, Daniella apresentou programas como Daniella no País da MTV, onde desvendava os bastidores do canal, o game Dance o Clipe, e o hit Beija Sapo, uma atração de namoro no qual adolescentes enfrentavam um divertido jogo para beijar na boca.


O sucesso de Daniella Cicarelli na MTV chamou a atenção das grandes redes nacionais. Antes de fechar com a Band, a apresentadora era desejada pela Record que, em 2007, queria lançar um programa adolescente nas tardes de segunda a sexta-feira. Assim como o Beija Sapo, esta nova atração da Record também seria um programa de namoro, cujo título era Jogo do Namoro. Entretanto, as partes não chegaram a um acordo financeiro, e a Record desistiu de contratar a moça. A emissora chegou a escalar o ator Claudio Heinrich para o Jogo do Namoro, mas acabou entregando o projeto à Maria Cândida, que, na época, apresentava o Programa da Tarde. O Jogo do Namoro, então, tornou-se um quadro do vespertino.

Enquanto isso, a Band entrou em cena e conseguiu arrematar o passe de Daniella Cicarelli no ano seguinte. A aposta na jovem foi alta, já que o canal projetou para ela um novo programa justamente para as tardes de domingo, um dia de forte concorrência. Nascia assim o Quem Pode Mais?, que estreou no dia 23 de março de 2008, e era exibido por volta das 14 horas, batendo de frente com o Tudo É Possível de Eliana, na Record, e o Programa Silvio Santos, no SBT. Ou seja, Cica foi “jogada aos leões”.

A proposta inicial do Quem Pode Mais? era apostar na velha “guerra dos sexos”, num game show que rivalizava homens e mulheres. Os jogos apostavam na dicotomia entre o “universo masculino” e o “universo feminino”. Mas a atração, com quadros fracos e num horário ingrato, não decolou, registrando baixíssimos índices de audiência. Para tentar salvá-lo, a direção da emissora promoveu mudanças, incluindo na atração o quadro “Pega Pega”, onde eram formados pares românticos. Quem Pode Mais também homenageava celebridades que faziam aniversário, às vezes com entrevistas com crianças e outras vezes trocando de papel com outra celebridade.

Não adiantou. A audiência de Quem Pode Mais? continuava insatisfatória. Percebendo que colocá-lo nas tardes de domingo foi um erro, a Band chegou a cogitar transferi-lo para as tardes de sábado, mas achou melhor cancelar o programa de vez, após cinco meses no ar. Daniella Cicarelli, assim, acabou encarando a geladeira da emissora, de onde saía para apresentar projetos especiais, como o Band Verão e o game Zero Bala, ao lado de Otávio Mesquita. Saiu do canal no ano de 2010. Depois disso, a apresentadora ainda foi vista de volta à MTV, no comando do Provão MTV (2012), e também na Record, onde participou do júri do Got Talent Brasil (2013).

Leia também:

Olho no Olho estreava há 24 anos

Reveja trecho do Quem Pode Mais?: