Há nove anos terminava Beleza Pura, única novela de Andréa Maltarolli

Eu sou rica
Norma Gusmão (Carolina Ferraz) grita "eu sou rica!" em Beleza Pura (reprodução)

No dia 12 de setembro de 2008, ia ao ar o último capítulo de Beleza Pura. A simpática novela das sete foi a única trama assinada por Andréa Maltarolli como titular. Antes disso, a novelista foi uma das criadoras e assinou temporadas de Malhação, além de ser redatora de programas de humor. Depois de Beleza Pura, chegou a apresentar algumas sinopses, mas faleceu em 2009, vítima de câncer, antes de emplacá-las. Uma delas, Buuu!, foi assumida por Daniel Ortiz, tornando-se Alto Astral (2014/15).

Beleza Pura girava em torno de Guilherme (Edson Celulari), um engenheiro aeronáutico atrapalhado e bastante mulherengo. Ele tem uma queda pela vizinha Sônia (Christiane Torloni), mas se diverte com muitas garotas por aí. A única mulher que nunca teve uma chance com ele é justamente Norma (Carolina Ferraz), sua colega de trabalho, e que sempre foi completamente apaixonada por ele. Cansada de ser desprezada por Guilherme, Norma resolve, então, destruí-lo, sabotando o seu projeto do helicóptero Carcará.

O Carcará, então, acaba caindo no momento em que levava cinco tripulantes a uma expedição amazônica. Eram eles: o milionário Olavo (Reginaldo Faria), a jornalista Márcia (Helena Fernandes), o escritor e ex-médico Alex (Guilherme Fontes) e o químico Mateus (Rodrigo Veronese), além de Sônia. Sentindo-se culpado pela morte de todos eles, Guilherme decide se aproximar de suas respectivas famílias e realizar todos os planos deles. Uma de suas atitudes é adotar Klaus (Rafael Cardoso) e Dominique (Poliana Aleixo), os filhos de Sônia.


Paralelamente, a órfã Joana (Regiane Alves) contrata um detetive para descobrir quem é a sua verdadeira mãe. Ela acaba descobrindo que é filha de Sônia, justamente quando acontece o acidente com o Carcará. Guilherme e Joana, então, acabam se aproximando e se apaixonando. Juntos, abrem uma clínica de estética, a Beleza Pura, plano que era de Sônia. Entretanto, Norma, ainda apaixonada por Guilherme, começa a atrapalhar a vida do casalzinho. Aliada ao médico Renato Reis (Humberto Martins), que é apaixonado por Joana, Norma acaba provocando a separação deles, e Joana abre outra clínica de estética para rivalizar com a Beleza Pura.

Enquanto isso, as famílias dos demais tripulantes mortos do Carcará também começam a retomar suas vidas sem seus entes queridos. Neste contexto, Eduardo (Antonio Calloni), viúvo de Márcia, acaba se apaixonando por Débora (Soraya Ravenle), a viúva de Alex. Fernanda (Monique Alfradique), a filha de Alex e Débora, e Luísa (Bianca Comparato), filha de Márcia e Eduardo, disputarão o amor de Klaus. Helena (Mônica Martelli), a viúva de Mateus, decide se vestir como o falecido para conseguir um bom emprego a fim de custear o tratamento do filho doente, Hugo (David Lucas). E Robson (Marcelo Faria), um pedreiro que é apaixonado pela espevitada Rakelli (Isis Valverde), e é um primo distante e único de Olavo, herda toda a fortuna, mas é passado para trás pelo inescrupuloso advogado José Henrique (Bruno Mazzeo) e sua namorada trambiqueira, Sheila (Carol Castro). Quando finalmente a vida de todos começa a entrar nos eixos, descobre-se que os tripulantes do Carcará não morreram, provocando uma reviravolta.

Beleza Pura foi uma comédia romântica bastante divertida, com personagens simpáticos e um humor leve e inteligente. Rakelli foi um dos principais destaques, que divertia horrores com sua ingenuidade e seu “choro de sirene de ambulância”. A personagem projetou Isis Valverde, que passou a alçar grandes voos a partir desta novela. Também divertia muito a sua mãe, Ivete Chiclete (Zezé Polessa), uma ex-chacrete que tocava o salão de cabeleireiro Belezoca. Era bastante inusitada também a relação entre Renato e Helena, que se apaixonam quando a moça está disfarçada de Mateus. Renato, então, acredita ser gay, e tem divertidas sessões de terapia com Tiago (André Abujamra). Outro destaque era a divertida perua Suzy (Maria Clara Gueiros), melhor amiga de Norma, que acaba se apaixonando por um “cara comum”, Raul (Leopoldo Pacheco), melhor amigo de Guilherme. Num determinado momento, Suzy engravida e passa a viver situações hilárias ao “desmontar” todo o romantismo da gestação.

Beleza Pura acabou ganhando sobrevida na internet, anos depois de seu término, graças à frase “Eu sou ricaaa!”, proferida pela vilã Norma. A frase fez e ainda faz tanto sucesso na rede, que muitos passaram a acreditar que este era um bordão recorrente da personagem. Não era. Norma disse isso apenas uma vez, numa cena que viralizou, a princípio, porque vazou a imagem de uma câmera na cena que foi ao ar. Coisas da internet…

Com 179 capítulos, Beleza Pura foi escrita por Andréa Maltarolli, com supervisão de texto de Silvio de Abreu, e colaboração de Daisy Chaves, Emanoel Jacobina, Flávia Bessone, João Brandão e Ricardo Hofstetter, direção de Marcelo Travesso, André Felipe Binder e Luciana Oliveira, e direção-geral de Rogério Gomes, assinando a direção de uma novela sozinho pela primeira vez.

Leia também:

A Grande Família terminava há três anos

Reveja a cena em que Norma grita “eu sou rica!” e uma câmera intrusa aparece: