Xuxa no comando do Xou da Xuxa
Xuxa no comando do Xou da Xuxa (arquivo)

No final do mês de junho do ano de 1986, uma grande movimentação aconteceu nas manhãs da Globo, envolvendo dois ícones infantis daquela década. No dia 28 de junho daquele ano, o programa Balão Mágico se despedia de seu público. Dois dias depois, em 30 de junho, estreava o Xou da Xuxa, maior sucesso da carreira de Xuxa Meneghel.

Balão Mágico fez muito sucesso entre os anos de 1983 e 1986 entre o público infantil. A atração era apresentada pelos integrantes da banda musical infantil A Turma do Balão Mágico, como Simony, Tob (Vimerson Cavanillas), Mike (Michael Biggs), e Jairzinho (Jair Oliveira). Acompanhados deles, os personagens Cascatinha (Castrinho) e Fofão (Orival Pessini), o ser alienígena que trocava as sílabas das palavras.

Na atração, Fofão, Cascatinha e as crianças apresentavam quadros e esquetes diversos, com muito humor e música. Além disso, o programa Balão Mágico exibia muitos desenhos animados, como Manda Chuva, Zé Colmeia e outros clássicos dos anos 1980.

Entretanto, Xuxa Meneghel começava a despontar nos finais de tarde da Rede Manchete com seu Clube da Criança, despertando o interesse da Globo. A apresentadora, então, foi contratada com peso de estrela e estreou seu Xou da Xuxa no final de junho daquele ano. A atração substituiu o Balão Mágico, herdando o público infantil e vários dos desenhos animados do programa anterior. E fez história na televisão brasileira, ao elevar os índices de audiência do horário e tornando Xuxa um verdadeiro fenômeno entre as crianças brasileiras da época.

Xou da Xuxa aproveitava o formato do Clube da Criança, porém com uma produção bem mais caprichada. A plateia de crianças cresceu consideravelmente, e o cenário ganhou uma cara de parque de diversões, ganhando a clássica nave espacial pela qual Xuxa entrava no palco todas as manhãs. Marlene Mattos, que era produtora de Xuxa na Manchete, passava a assinar a direção da atração, além de assumir o comando da carreira da apresentadora.

Na atração, Xuxa promovia diversas brincadeiras com as crianças, com a clássica competição de meninos contra meninas. Além disso, cantava suas músicas, fazia coreografias e recebia muitos convidados, como Trem da Alegria, Beto Barbosa, Cid Guerreiro, Rosanah, Atchim & Espirro, Patrícia Marx, José Augusto, Dr. Silvana & Cia., Angel, Roupa Nova, João Penca & Seus Miquinhos Amestrados e Sérgio Mallandro, entre muitos outros que faziam sucesso naquela época.

Xou da Xuxa também tinha outros quadros clássicos, como o sorteio de cartas, onde Xuxa premiava a audiência com brinquedos, e também esquetes nas quais Xuxa vivia personagens. Entre eles estava Vovuxa, uma simpática velhinha que adorava contar histórias e piadas; Madame Caxuxá, uma astróloga que transmitia mensagens sobre higiene e alimentação como se estivesse lendo o horóscopo do dia; Dra. Boluxa, médica que dava conselhos para as crianças de como agir no dia-a-dia em caso de resfriados e machucados; Xoxum, sábio chinês que ensinava a transformar jornais e revistas em brinquedos; e Xuxerife, que investigava denúncias feitas pelas crianças através de cartas.

Os desenhos exibidos durante o Xou da Xuxa também se tornaram clássicos da época. Pelo programa passaram animações como Caverna do Dragão, He-Man, She-Ra, Os Smurfs, Snorks, Scooby-Doo, As Tartarugas Ninja, Os Flintstones, Os Ursinhos Gummi, Os Caça-Fantasmas, Meu Querido Pônei, Thundercats, Tiny Toon, Turma da Pesada, Família Dinossauros, entre muitos outros.

Xou da Xuxa foi um verdadeiro fenômeno. Chegou ao fim no final de 1992, quando Xuxa passou a se dedicar à carreira internacional. Ela retornaria ao ar pela Globo em meados de 1993 com o dominical Xuxa, voltado para a família, que não fez muito sucesso. Em 1994, ela retornaria aos infantis com o Xuxa Park, nas manhãs de sábado.

Leia também:

Anastácia, a Mulher Sem Destino, estreava há 50 anos

Veja uma edição do Xou da Xuxa, de 1987:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui