Elizângela revela que assim como Bibi, também já sofreu uma decepção amorosa: “Me ferrei!”

Elizângela
Elizângela (Divulgação)

Elizângela está dando um show de interpretação na pele de Aurora, mãe de Bibi em A Força do Querer. Assim como a personagem de Juliana Paes, a intérprete também teve uma decepção amorosa, por não seguir a sua intuição.

Leia também: Atriz Elizângela perde a mãe e cancela gravação de novela

“Tive um relacionamento em que eu desconfiava da pessoa. Eu tinha aquele sexto sentido que dizia que não ia dar certo. Mas estava todo mundo encantado com a pessoa, e diziam que eu não estava me permitindo ser feliz. Me ferrei! Eu não queria… Fizeram minha cabeça pra eu querer… Fui pela cabeça dos outros e dancei feio, muito feio! Foi uma grande decepção. A gente aprende né. Aquela anteninha do sexto sentido, que de vez em quando dá um alerta, deve ser levada em conta pra tudo na vida”, revela a veterana.

Com 62 anos de vida, bem vividos por sinal, Elizângela confessa que a maturidade deixa o ser humano muito mais atento para as ciladas da vida. “Eu acho que as pancadas vão deixando a gente mais atento. Pra alguma coisa a idade tem que servir (risos). O seu olhar vai mudando conforme as coisas acontecem. As coisas mudam e você vai crescendo, mudando seu posicionamento. A Bibi joga a vida dela no lixo com essa coisa de não enxergar”, sentencia.
Mãe da bailarina Marcelle Sampaio, a artista diz que não consegue imaginar um filho no mundo do crime.”Não consigo nem imaginar. Acho que eu enlouqueceria. Choraria dia e noite. Filho é um projeto de vida, né? Você cria pro mundo e não pra você, mas você busca criar um ser humano de qualidade, que vá servir à sociedade, ao outro, com o seu potencial humano e profissional da melhor maneira. Ver um filho enveredar pra um caminho torto, podendo ter uma vida linda, acho que acaba com qualquer mãe. A Aurora certamente nunca vai sair do lado da filha, mas é uma pancada, né?”, conclui Elizângela, que tem arrebatado a crítica especializada com a sua atuação.