Tati Quebra Barraco procura polícia após receber ofensas raciais na internet
Tati Quebra Barraco presta queixa depois de sofrer racismo nas redes sociais (Divulgação/ Fox Life)

Após receber comentários racistas nas redes sociais, Tati Quebra Barraco resolveu prestar queixa nesta terça-feira (10), na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no Rio de Janeiro.

A onda de ataques preconceituosos começou depois que a funkeira perdeu o filho, Yuri, de 19 anos, que morreu após de ser baleado durante uma ação da polícia na Cidade de Deus, comunidade carioca.

“Quero que eles sejam punidos severamente pelos seus atos. Não podemos apelidar o racismo que as pessoas sofrem nas redes sociais como injúria racial. Racismo é crime e não deve ser aceito por nenhum de nós”, afirmou Tati ao site Ego.