“Se eu quisesse, eles já estariam mortos”, dispara Raul Gazolla sobre assassinos de Daniella Perez

“Se eu quisesse, eles já estariam mortos”, dispara Raul Gazolla sobre os assassinos de Daniella Perez
Raul Gazolla disse que nunca buscou se vingar dos assassinos de Daniella Perez (Reprodução/Instagram/Arquivo Pessoal)

Escalado para atuar em A Força do Querer, trama das 21h de Glória Perez que estreia em abril, Raul Gazolla falou ao site Ego sobre os 24 anos da morte da filha da autora, Daniella Perez, com quem o famoso namorava na época em que foi assassinada por Guilherme de Pádua e Paula Thomaz.

“Foram 24 anos, mas nada mudou. Isso não se recupera. Eu evoluí no sentido de que a revolta só me prejudica. Nunca busquei vingança, porque, se eu quisesse, eles já estariam mortos. Não tenho como perdoar, mas não cultuo o ódio. Deixo o universo tomar conta disso tudo”, afirmou o ator.

Vítima de três infartos, o astro afirma que eles aconteceram por causa de estresse. “Perdi minha mulher assassinada, depois meu irmão, meu sobrinho e meu pai morreram. Quando a gente é jovem aguenta essas perdas, mas a conta vem mais tarde, não tem como. Tive a doença do século, estresse. O pai da Dani morreu de tristeza, a Glória teve câncer e eu enfartei três vezes”, disse o astro, que está com 61 anos.


Com relação à Glória, o artista elogiou a novelista. “É uma guerreira. Nossa relação sempre foi muito boa, sempre a vi como uma grande amiga. Nossa relação é eterna”, concluiu Gazolla.