“Foi queimada viva”, diz delegado sobre Loalwa Braz, do hit Chorando Se Foi

Cantora do hit Chorando Se Foi, Loalwa Braz foi achada morta em carro incendiado
Loalwa Braz foi achada morta em carro incendiado (Reprodução/TV Globo)

O delegado Leonardo Macharet, da 124ª Delegacia de Polícia (em Saquarema, no Rio), que cuida do “caso Kaoma” (sobre a morte de Loalwa Braz), deu entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (19) e informou que a cantora foi queimada viva pelos criminosos.

“Eles entraram na pousada, bateram nela com um pedaço de madeira, que já foi localizado. Apreendemos uma faca, que já foi localizada, e a camisa de um dos elementos com sangue. Ela estava gritando muito, eles resolveram levá-la para o carro. Um deles iria sair com ela do local, mas parece que o carro morreu e eles atearam fogo nela. Ela estava viva no momento em que a queimaram. Foi queimada viva. Essa foi a parte mais cruel”, afirmou o delegado.

Dois suspeitos foram presos até agora. Um deles confessou o crime e será indiciado por latrocínio. Conforme publicação do site EGO, eles seguirão ainda nesta sexta para o Complexo Penitenciário de Bangu, no Rio de Janeiro.


O delegado também afirmou: “Os presos não demonstram arrependimento e ainda brincaram com a música sucesso dela (Chorando Se Foi). Demonstraram total certeza do que faziam e nenhum arrependimento. É um crime bárbaro, bastante violento, e foge até da normalidade de Saquarema. Vamos trabalhar para prender o terceiro elemento ainda. Não temos o nome, apenas a descrição”.