Grupo LGBT rejeita Priscila Nocetti como madrinha de Parada Gay

Priscila Nocetti
Priscila Nocetti

O Grupo Diversidade Niterói não aprovou a escolha de Priscila Nocetti, mulher do funkeiro Rômulo Costa, como madrinha da Parada Gay, que vai acontecer este mês em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Em um texto publicado na página do Facebook, o grupo afirma que Priscila é contra o movimento e que já o prejudicou.
“Triste saber que nossas companheiras e companheiros de São Gonçalo convidaram Priscila Nocetti para ser madrinha da Parada do Orgulho LGBT de São Gonçalo. Convidar uma pessoa que é contra LGBT e tanto mal fez a nós, para ser madrinha de uma Parada do Orgulho LGBT é no mínimo DESONESTO”, diz o comunicado.

Recentemente, Priscila Nocetti se envolveu em uma grande polêmica ao ter o áudio de um barraco com Verônica Costa vazado na web. Nas mídias, as duas trocaram farpas e xingamentos. Rômulo Costa se envolveu na polêmica e acusou a madrasta de trair o pai.