Camila Pitanga fala pela primeira vez sobre afogamento de Montagner; atriz foi sedada após enterro

Acompanhada do pai, Camila Pitanga volta a gravar a novela Velho Chico

Camila Pitanga decidiu falar pela primeira vez sobre a morte precoce de Domingos Montagner, que morreu na última quinta-feira (15), vítima de afogamento, no Rio São Francisco. A atriz fez um relato dramático sobre o que vivenciou ao programa Fantástico neste domingo (18).

Ela disse que demorou a perceber que a situação de Domingos Montagner era crítica. Segundo Camila, ela alcançou uma pedra e tentou chamar o ator por duas vezes para segui-la, porém, sem sucesso: o amiro aparentava estar ‘paralisado’.

“Eu comecei a gritar socorro. Foi quando ele submergiu pela primeira vez. Muito estranho, porque o natural seria fazer isso (simula os movimentos com os braços para nadar). Ele aparentava estar paralisado”, relatou a atriz.


Camila Pitanga afirmou ainda que, talvez, o ato dele não se desesperar foi um ato de generosidade de Domingos Montagner para salvá-la. “Em nenhum momento ele me pegou, me segurou”, contou.

O Fantástico exibiu também as últimas cenas gravadas com Domingos Montagner. Nas imagens, o ator aparece ao lado de Gabriel Leone e Camila Pitanga. “Nossa derradeira viagem de gravações aqui de ‘Velho Chico’, encerrando esse épico maravilhoso, cheio de amor, de emoção, de carinho, de amizade. É uma família”, disse o ator.

Como informado pelo Observatório da Televisão, Camila Pitanga está abalada com a morte do amigo. No sábado (17), durante o enterro de Domingos Montagner, a atriz chorava muito e foi consolada pelo namorado, Igor Angelkorte. Pitanga teria sido sedada após o enterro, segundo o colunista Ricardo Feltrin.