“Já fui chamada de macaca”, relata Pathy Dejesus, primeira negra a estampar capa da Playboy

Pathy Dejesus
Pathy Dejesus

Pathy Dejesus, de 39 anos, será a primeira mulher negra a estampar a revista masculina Playboy. A atriz e ex-repórter do Vídeo Show diz que já se prepara para as críticas.

“Quando eu comecei a trabalhar na televisão, cheguei a me incomodar com algumas críticas de pessoas que não sabiam como eu batalhei para chegar ali. Eu nunca agradei todo mundo, ninguém nunca agradou. Estou consciente de que eu não tive pudor em nenhum momento”, diz ela.

Pathy relembra ao jornal Extra sobre ataques racistas que recebe nas redes sociais.


pathydejesuscapa

“Já me chamaram de macaca nas redes sociais. Já chorei, mas isso não me abala mais. A raça negra durante muito tempo passou por essa questão de ser diminuída e hostilidade. Mas estamos vivendo um momento de empoderação em que, se vier falar ‘a sua negrinha’, a gente vai dizer: ‘meu amor, engole a seco. É isso que tem e isso que vai ter’! Já tive problema muito mais sério, do tipo: sofri preconceito na escola por ser a única negra da sala e também de perder uma vaga de emprego por causa da minha ‘aparência'”, completou.