Ex de Luiza Brunet pode ser processado por abandono afetivo de filho

Lirio Passiotto pode ser processado por abandono afetivo
Lirio Passiotto (Divulgação)

Lirio Passioto, o ex-marido de Luiza Brunet, acusado de agressão, pode enfrentar um novo processo. Agora, de acordo com o jornal Extra, seria de abandono afetivo de um filho que teve com uma ex-namorada no passado. A informação é do jornal Extra.

De acordo com o jornal, Lirio Passioto reconheceu o filho logo que ele nasceu, paga pensão regularmente, mas segundo a advogada Eva Pretrella, o empresário não faz visitas ao filho. Há seis anos a defesa da ex-namorada entrou com um processo de revisão dos valores de pensão, e Lirio acatou a decisão do juiz. Na mesma época, foi pedido visitas frequentes para manter um convívio saudável entre pai e filho, o que não aconteceu.

Uma fonte conta à publicação que Lirio Passioto considera a psicóloga Liz Parissoto, que mora nos EUA, como sua única filha. “A Justiça não pode obrigá-lo a conviver com o garoto ou dar amor a ele. Mas pode entender que isso causa danos irreversíveis à vida dele e estipular uma indenização”, revela a fonte.


O advogado de Lirio Passioto afirmou ao jornal Extra que não há nenhum processo até o momento. “Não existe qualquer ação contra o Lirio e que nós saibamos a colega Eva Petrella não tem procuração da cliente para movê-la. Lirio e sua ex-namorada mantém um acordo sobre visitas e preferem deixar o assunto em particular”, afirma o advogado.