Disputada por diretores de Hollywood, Juliana Paes descarta carreira internacional

Juliana Paes
Juliana Paes (Divulgação)

Considerada uma das mulheres mais belas do Brasil e com uma carreira ascendente, vira e mexe Juliana Paes recebe convites de produtores e diretores para atuar em produções de Hollywood.

“Sempre pinta um convite, sempre tem um roteiro para ler, uma fita para mandar… Mas aí acontece de eu mandar a fita e eles acabarem curtindo. Eu falo bem inglês, meu acento é desejável. Tenho um pouco do acento latino e sempre que eles querem alguém com minhas características, também querem com esse sotaque. Então, aí falam: ‘gostaram! Agora você tem que ir para lá porque o diretor quer te conhecer!’. Respondo: ‘Não posso! Tenho novela!’ É muito complicado, não dá certo”,  contou em entrevista à revista QUEM.

Com uma única experiência em um filme internacional – na comédia Amor por Acaso (Bed & Breakfest), de 2010 -, a atriz diz que não pensa em investir neste desafio, já que é preciso ter muita dedicação e se mudar do país para isso.


“Tive algumas experiências, mas eu percebi que para ter uma carreira internacional tem que estar morando lá fora e não estou investindo nisso”, disse.

Nas gravações do longa Dona Flor e Seus Dois Maridos, Juliana confessa que gosta da popularidade que tem lá fora, mas é impossível se afastar da família em nome de um projeto tão ambicioso.

“Não consigo me desgarrar da família. Não conseguiria deixar a minha mãe, a minha avó… Sou grudada neles e é difícil para mim. Não consigo me ver morando longe do meu pai, da minha mãe, dos meus sobrinhos… A minha vida é pautada pela presença deles. Meus finais de semana são churrasco com todo mundo. Não consigo me ver morando fora. Meu marido também não teria possibilidade de continuar o trabalho dele no exterior. As chances de eu ter uma vida fora do Brasil são muito distantes neste momento da minha vida”, assumiu, decidida.