Claudia Alencar revela golpe de empresário: ‘Me arrancou 3 mil’

Claudia Alencar
Claudia Alencar

Claudia Alencar soltou o verbo e disse que está sendo vítima de golpe do empresário Flávio Rivas, dono da empresa Mega 8. Em uma postagem no Facebook, a atriz disse que perdeu um investimento de 3 mil quando contratou o grupo para captar recursos para uma exposição de fotografias.

Segundo ela, Flávio sumiu e não apresenta relatórios sobre o projeto há mais de um ano. ”Quero denunciar o Senhor Flávio Rivas da empresa Mega 8 que é um incompetente, mentiroso e falastrão. Pede dinheiro para captar e some!! Me arrancou 3 mil reais para conseguir patrocínio para meu projeto, prometendo relatórios de três em três meses e sumiu. Hoje falei com ele. Pedi, depois de um ano, relatórios, disse que paguei e que ele nunca mais falou comigo. E aí ele, naturalmente, bateu o telefone na minha cara. Alerta: nunca façam negócios com o Flávio Ribas da Mega 8. Não capta nada e ainda arranca dinheiro e some”, postou.

Procurado pelo jornal Extra, o empresário se defendeu e disse que está trabalhando no projeto normalmente, mas ainda não apresentou nada devido à situação econômica atual do país.


“Eu distribuí o projeto nas empresas e elas rejeitaram. Eu mandei um áudio para ela, através do WhatsApp, na segunda-feira, dizendo que algumas empresas ainda não me deram o retorno. E por respeito às empresas, o meu trabalho continua. Na hora que eu receber uma resposta positiva, eu passo o contato para ela. Mas acredito que isso só vai acontecer no ano que vem, pois estamos passando por uma crise financeira, Olimpíadas e também por um cenário político desfavorável”, disse.

Além disso, Flávio revelou que não assinou nenhum contato com a atriz desde que eles se falaram pela primeira vez, em 2014. “Eu entrei em contato com a Claudia com um projeto de fazer um filme. Ela se interessou em participar desse projeto. Ao longo da conversa, ela comentou que tinha um projeto de fotos. Eu fiz uma pesquisa com as empresas que eu estou trabalhando o filme, e algumas quiseram conhecer o projeto. Então, eu pedi a ela para me mandar esse projeto. E chegamos num valor de investimento de R$ 3 mil, que foram usados na captura desse projeto. Ela depositou o dinheiro, mas não me entregou o projeto na época, só veio me entregar o projeto em novembro de 2015. Então, eu expliquei a ela que iria retomar o contato para 2016. As empresas, por conta dessa crise, só estão aceitando projetos para 2017. Eu dei o contrato para ela duas vezes, mas ela se recusou a assiná-lo. Tenho como provar tudo o que eu estou falando”.

Após a resposta, Claudia ainda rebateu as afirmações e ponderou ainda mais que está sendo roubada. “Dei o dinheiro em desespero e sem garantia nenhuma. Ele disse que já havia captado para vários projetos, e que eu podia ter certeza que daria certo. Eu já estava cansada, então aceitei. Fui de imbecil e idiota mesmo, depositei R$ 3 mil na conta dele, e ele me disse que daria o relatório de três em três meses e isso já faz dois anos. Ele simplesmente sumiu com meu dinheiro”, revelou.