Thiago Lacerda flagra situação caótica do IML no Rio de Janeiro

Thiago Lacerda IML

Thiago Lacerda sentiu na pele as dificuldades da população que diarimente enfrentam a situação caótica do IML, no Rio de Janeiro. Nesta terça-feira (07), o ator precisou comparecer ao Instituto para liberar o corpo de um tio e ao chegar se deparou com o local parado, sem funcionamento e com outras seis famílias esperando para serem atendidas.

Por conta de uma paralisação no serviço de necrópsia, o instituto havia informado que não liberaria mais nenhum corpo naquela tarde. Mas a presença do famoso fez com que as coisas mudassem e após sua chegada o IML voltou a funiconar.

As famílias ficaram felizes com a notícia, mas reclamaram do tratamento diferenciado. “Eles tinham dito que não havia condições de fazer a necrópsia e que os corpos seriam encaminhados para outros IMLs. Foi preciso o Thiago Lacerda chegar para o diretor decidir liberar os corpos hoje. Ele disse que entendia nossa dor e que ia inclusive tirar a gravata e o paletó para, ele mesmo, fazer a necrópsia. Mas ele só entendeu nossa dor quando o ator chegou”, disse o integrante de uma das famílias.


Thiago Lacerda também falou sobre o descaso do estado em relação ao tratamento dado à população. “É uma constatação da completa ausência do estado. É muito triste a situação do IML e as condições de trabalho dessas pessoas. É lamentável a forma como o povo é tratado, como nós, brasileiros, somos judiados pela ausência do estado. Esse um sinal da falência do estado do Rio e eu sinto vergonha como cidadão, como pessoa pública e como pai de família. Faço um apelo aos órgãos responsáveis para reconhecer o estado de emergência absoluta a que chegou o IML. Apesar do estado de calamidade, percebi que há um esforço das pessoas aqui de atenderem ao povo”, disse o ator.