Maju conta que o preconceito que sofre hoje é o mesmo da época da escola

Maju Mais Você
Maju (Reprodução/Globo)

Maria Júlia Coutinho, uma das revelações do jornalismo brasileiro, esteve no Mais Você com Ana Maria Braga, nesta segunda-feira (06).

Durante entrevista, a garota do tempo mais famosa da atualidade falou sobre as agressões e o preconceito que tem sofrido por ser negra, especialmente nas redes sociais.

Aos 37 anos, ela afirmou que a discriminação que ela sofre hoje é igual ao que ela passou quando criança e adolescente, na época da escola.


“Desde pequena sei muito bem o que é sentir isso. Aprendi com meus pais a me defender e não deixar me abalar. Os xingamentos não mexeram comigo num primeiro momento. Parece um linchamento público pelo tamanho que tomou. O que eu sofria na sala de aula, de repente estou sofrendo em uma rede social no Brasil inteiro”, desabafou ela.

“Eu desabei de chorar em casa, mas não pelo que aconteceu. Quando vi aquela solidariedade dos fãs, aquilo mostrou a força da rede social, também, para o lado positivo. Isso foi muito impactante para mim”, completou Maju.

Sucesso no Jornal Nacional, Maju afirmou para Ana Maria Braga que apesar de trabalhar com Willian Bonner, eles nunca se viram pessoalmente. Isso porque ela trabalha em São Paulo e ele no Rio de Janeiro.

“Quando ia me tornar garota do tempo, tive que ir ao Rio de Janeiro para conversar com a figurinista. Cruzei com ele [Bonner] no corredor, disse oi, mas ele nem sabia quem seria essa pessoa”, lembrou.