A filha dos trapalhões

Renato Aragão foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro a pagar R$ 20 mil a atriz Fernanda Brasil por danos morais. Eles atuaram juntos no filme “A Filha dos Trapalhões”, lançado em 1984 pela produtora do ator. Na trama, Fernanda é Bebel, abandonada ainda bebê e adotada pela trupe de Didi Mocó em um circo.

A atriz, que estrelou o filme quando tinha apenas 3 anos, depois de adulta se sentiu lesada por não ter recebido os direitos que deveriam ter sido pagos à época por Renato Aragão.

“Quando fiz o filme eu tinha 3, 4 anos. Meus pais disseram que o valor do meu cachê foi irrisório. Eles receberam o dinheiro, que deu para comprar um beliche e mais nada”, contou Fernanda em entrevista ao UOL


“A Filha dos Trapalhões” ficou durante dois meses em cartaz e fez mais de 2 milhões de espectadores no cinema. A atriz alegou no processo que o valor pago na época foi baixo e que não recebeu pelos direitos de imagem pelas reprises do filme e pela venda de DVD. O filme foi relançado no box comemorativo dos 50 anos do personagem Didi Mocó.

A decisão em segunda instância foi publicada no dia 17 de março e envolve também a Europa Filmes (pelo relançamento em DVD), a TV Globo (pelas reprises) e o Infoglobo (pelo distribuição de cartaz e da fita do filme junto com o jornal). Ainda cabe recurso.

Renato Aragão nega as acusações da atriz e afirma que o contrato firmado entre eles foi extraviado, mas engloba a participação e exposição de imagem em filmes e que tudo foi pago como devido.