Andressa Urach faz palestras para detentas e afirma “Elas são vítimas de espíritos”

Andressa Urach no Superpop

Andressa Urach participou do programa Superpop, exibido na noite desta quarta-feira (30), pela RedeTV!. À Luciana Gimenez, a ex-modelo dividiu sua experiência como palestrante em presídios femininos do país, afirmando que sua intenção é mostrar que a fé pode mudar o caráter de uma pessoa.

“Por que eu escolhi fazer essa trabalho nos presídios? Porque antes eu era presa dentro de mim, por mais que eu tivesse tudo. E eu me vejo sentada ali, no meio delas, porque eu namorava bandidos”.

Convertida recentemente à religião evangélica, Urach reconheceu a existência do livre arbítrio, mas garantiu que muitas detentas agem para o mal por influência de entidades sobrenaturais. “Elas são vítimas de espíritos. Essas entidades são responsáveis por destruir a vida dessas pessoas”, afirmou, relatando ainda como expulsou uma destas entidades de uma presidiária. “A palavra exorcismo é muito forte. No caso ali, o Daily Mail, que é um jornal internacional, estava acompanhando as minhas palestras no presídio e sempre a Igreja vai comigo pra fazer oração e o bispo fez uma oração. Como tinham muitas presidiárias, eu acabei orando e acabou manifestando uma entidade na minha mão. Mas isso é uma prática comum pra quem tem o espírito de Deus. Mas eu não sou obreira, eu não sou pastora, não é uma coisa que eu faça com frequência, aconteceu porque realmente houve a necessidade naquele momento”.


Andressa Urach também relembrou experiências do passado com magia negra, afirmando ter conseguido “destruir muito casamento”, e admitiu que fazia macumba para todo mundo, inclusive para as celebridades. “Eu usava a macumba para me proteger. Se eu tinha uma pessoa dentro do meu trabalho melhor do que eu, fazia para derrubá-la”.

Sobre o período em que se prostituiu, Urach revelou já ter recebido 30 mil reais por um programa. Também chegou a “dormir com sete homens no mesmo dia”. Agora, em sua nova fase, ela optou por uma vida sem sexo até o dia em que se casar. “Foi uma escolha minha. Uma opção minha depois que me converti. É tempo de cuidar do meu filho e da minha saúde. Me amar e me valorizar. A vida sentimental ficou em segundo plano”, afirmou.

Andressa Urach também aproveitou para pedir perdão às ‘colegas de bordel’, admitindo ter sido muito competitiva, não aceitando ficar ‘por baixo’ nunca. “Isso aconteceu também muito dentro do bordel, até peço perdão pras meninas se elas estiverem me assistindo, por aquele ser humano detestável, nojento que eu fui, arrogante, de chegar a me sentir superior, de não olhar para o rosto das meninas, de dizer que eu era mais, que eu era a famosinha dentro do bordel”, disse.

No palco do Superpop, Andressa desmentiu mais uma de suas invenções do passado. A ex-modelo aproveitou para esclarecer que nunca cursou graduação, embora tenha afirmado ser formada em Administração, e revelou ainda ter concluído o Ensino Médio através de curso supletivo. “Foi mais uma mentira que eu contei ao longo da minha vida, porque eu queria ser aceita, eu queria ser respeitada. Só que eu estava buscando uma mídia vulgar, uma forma de chamar a atenção, então eu mentia que era formada”, revelou.

Com apresentação de Luciana Gimenez, o programa Superpop vai ao ar de segunda e quarta-feira, às 22h40, pela RedeTV!.

Morri Para ViverAs confissões surpreendentes de uma das personalidades da mídia que se tornou conhecida no Brasil por suas polêmicas. A insana obsessão por dinheiro e sucesso, a rotina no bordel onde construiu seu nome de guerra e os bastidores da vida de Andressa Urach. Está tudo descrito em Morri Para Viver, CLIQUE AQUI e compre o seu!