Patricio Díaz é Diretor de Conteúdo da Band (Reprodução: TV Cultura)

O Diretor de Conteúdo da Band, Patricio Díaz, responsável pela apresentação e implantação de novos projetos, buscas de parcerias e pesquisas de produtos para a grade da emissora, esteve presente na coletiva de lançamento da nova temporada do Pesadelo na Cozinha, atração com estreia agendada para terça-feira (27), e bateu um papo com a equipe do Observatório da Televisão. O profissional falou sobre os investimentos da Band em formatos inovadores, mercado e o futuro da emissora.

Formado em 2004 pela Universidade de Buenos Aires, na Argentina, Patricio Díaz é hoje, nome promissor no mercado televisivo brasileiro. Ele esteve na direção das temporadas anteriores do MasterChef, incluindo a versão Júnior, e, conta enxergar com otimismo o futuro da Band.

Eu acho que estamos em um momento de crescimento, temos que enxergar novos modelos e formas de fazer televisão. Eu sou otimista e acho que temos um horizonte melhor pela frente“, disse Patrício, que já foi produtor e roteirista na Eyeworks Cuatrocabezas em seu país de origem.

Patricio Diaz é formado em Comunicação Social pela Universidade de Buenos Aires, na Argentina (Divulgação: Band)
Patricio Diaz é formado em Comunicação Social pela Universidade de Buenos Aires, na Argentina (Divulgação: Band)

Quando o assunto é a aposta em mais uma temporada do reality apresentado pelo amigo, Erick Jacquin, o diretor é só elogios. “Estamos muito felizes com o Pesadelo. É um formato sensacional, e o Jacquin é a pessoa ideal para fazê-lo, inclusive, melhor que a pessoa que faz a versão original“, garante. “Ele nasceu para isso, é engraçado! Nós que trabalhamos nos bastidores, vemos muitas pessoas que se preparam para fazer televisão e que treinam, ou, são atores, apresentadores, tudo isso para ser alguma coisa na televisão. Mas, do outro lado temos o Jacquin, que nunca fez nada disso porque ele nasceu para fazer isso. Ele tem uma qualidade natural para fazer“, afirmou.

Sobre as responsabilidades na emissora, Patricio Díaz é direto. “Na parte que me compete, estou dando o meu melhor. Faz parte do planejado, escolher [produtos] viajar e conhecer formatos novos, trazer oportunidades, parcerias”, revelou ele, que atuou também na produção do Polícia 24 horas, programa de sucesso apresentado entre os anos de 2010 e 2016.

Coletiva de Imprensa do programa Pesadelo na Cozinha (Fotos: Carlos Reinis/Band)
Coletiva de Imprensa do programa Pesadelo na Cozinha (Fotos: Carlos Reinis/Band)

Nos últimos anos a Band passou por um período turbulento, com sua grade de programação instável, perda de audiência e funcionários, o que ocasionou uma bagunça generalizada em vários dos seus setores, inclusive em troca de chefia. Sobre tal fato, Díaz se esquiva: “A Band é uma casa muito tradicional, da TV brasileira, reconhecida por ser pioneira, é uma casa que sai na frente muitas vezes, foi a primeira a transmitir em cores no brasil, a primeira a fazer um debate eleitoral, transmissão via satélite. A Band trouxe o primeiro programa de culinária no prime time, que é o MasterChef. Eu gosto de trabalhar num lugar onde tem essa premissa de ser pioneira, inovadora“, completou.

Patricio Díaz dirigiu o MasterChef antes de se tornar Diretor de Conteúdo da Band (Divulgação: Band)
Patricio Díaz dirigiu o MasterChef antes de se tornar Diretor de Conteúdo da Band (Divulgação: Band)

Para os próximos tempos, ele adianta que sim, Band apresentará mais novidades. “Daqui a pouco teremos um evento para o mercado e imprensa e vamos divulgar as intenções da Band para 2020“, revelou.

Há dez anos no Brasil, Díaz fala que o mercado audiovisual brasileiro, comparado ao argentino, parece ser mais interessante. “É uma coisa de ponto de vista. Eu gosto muito do cinema brasileiro, por exemplo. É o enxergar diferente que te faz apreciar mais. Os dois mercados são muito produtivos, mas o mercado brasileiro em vários pontos é muito mais forte, a TV brasileira é muito mais forte no sentido que vocês são muito mais consumistas“, finalizou.

Últimos vídeos do Canal no YouTube